Comércio

Expocaccer participa do lançamento do Anuário 2017 na OCEMG

Publicação contendo as informações econômicas e sociais do cooperativismo mineiro analisa o crescimento do setor e apresenta rankings das cooperativas em segmentos distintos e de forma geral.

 

postado em 08/08/2017 | Há 2 meses

Comunicação Expocaccer

Expocaccer participa do lançamento do Anuário 2017 na OCEMG

 

A 12ª edição do Anuário de Informações Econômicas e Sociais do Cooperativismo Mineiro foi lançado em evento ocorrido em Belo Horizonte, no dia 13 de julho, na sede da OCEMG (Organização das Cooperativas Mineiras do Estado de Minas Gerais).

A publicação produzida pela OCEMG, retrata a situação do cooperativismo no Estado; divulgando os dados econômicos, financeiros e sociais, e informando os indicadores de desempenho que mensuram a eficiência das atividades das cooperativas e os efeitos dessas atividades no desenvolvimento da sociedade, configurando-se como um diagnóstico do cooperativismo mineiro que, de acordo com as informações contidas, cresceu 13,3% em 2016, desafiando a grave recessão do país.
O evento contou com a participação da economista Rita Mundim que explanou sobre “Cooperativismo Mineiro: o Brasil que dá certo”, bem como celebrou o 95º Dia Internacional do Cooperativismo e homenageou cooperativas que completaram 50 anos de existência.
Participaram do evento o conselheiro de Administração da Expocaccer, Maurício Carvalho Brandão e o encarregado de Sustentabilidade, Petrônio Primo Naves Júnior. Para Brandão, a participação nas iniciativas da OCEMG são de extrema importância para a aproximação de ideias e para construção de um cooperativismo fortalecido.
“Defendo que a Expocaccer precisa participar de eventos como este, não que a participação fosse necessária, mas se faz importante. Não era uma reunião para discutir algum assunto ou resolução, no entanto, um evento que reuniu líderes cooperativistas. A apresentação da economista Rita Mundim sobre os números do cooperativismo mineiro, enfatizando o Brasil que dá certo, cuja apresentação, ao meu ver, ressaltou somente as coisas boas do cooperativismo me fez analisar a real situação e penso que não é por este caminho, pois, os dados apresentados foram fortemente influenciados pelo crescimento e pelo sucesso das cooperativas de crédito, as quais encontraram mecanismos para este crescimento e influenciaram a média geral das cooperativas, no entanto há cooperativas que têm desaparecido e se enfraquecido, isso é preocupante, pois se a vida é a arte do encontro, o cooperativismo é a arte da amizade. Logo, a união das lideranças em eventos como este fortalece o cooperativismo, pois é o momento de aprender com os fracassos e com os sucessos de todos”, analisa o conselheiro.
Classificação
No ranking das 20 maiores cooperativas no ramo Agropecuário, a Expocaccer se destacou na 6ª posição em Riqueza Média por Associado e na mesma posição em Receitas Totais. Alcançou ainda a 8ª posição em “Ativos Totais, 17ª posição em “Patrimônio Líquido e a 10ª posição em Sobra Média por Associado.
No ranking geral das 50 maiores cooperativas do Estado, a cooperativa alcançou a 8ª posição em “Patrimônio Líquido”, a 33ª posição em “Ativos Totais”, 36ª posição em “Empregados” e 35ª em “Sobras do Exercício”.

“Precisamos abrir nossos horizontes. O Brasil hoje, nessa crise incrível que nos metemos, da qual está difícil de sair, porque cada vez surgem fatos novos e graves, e isso impede alguns debates de acontecer e mostra que a estrutura política precisa ser toda refeita, mas nós temos consciência de que o agronegócio está mantendo o Brasil navegável e navegando. O Brasil precisa de pessoas com capacidade de colocar outras alternativas e nós, do cooperativismo, somos estas pessoas”, afirma Maurício Brandão.

 

 

Veja tambÉm: