Produção

Vale do São Patrício em Goias resgata café resistente a praga

Dia de Campo será realizado na Rodovia GO-154

 

postado em 26/05/2017 | Há 1 mese

POR Wandell Seixas Diario da Manhã

Dia de campo, que tende a ideia de resgatar a cafeicultura do café arábica no Vale de São Patrício, será realizado hoje (25), na Rodovia Go-154, km 3, município de Ceres. O Instituto Federal Goiano – Campus Ceres realiza, é promotor do evento, que tem como objetivo apresentar resultados de pesquisas e cultivares de café arábica adaptadas a Goiás, com resistência a pragas e doenças, e adequadas ao sistema de cultivo irrigado para promover o resgate e aumento da competitividade da cafeicultura goiana.

O Dia de Campo faz parte do projeto Avaliação de Cultivares e Progênies de Café Arábica, sob Condições Irrigadas, no Estado de Goiás’, o qual é realizado pelo Instituto Federal Goiano – IF Goiano em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás–FAPEG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico–CNPq, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais–EPAMIG, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater-Go, Embrapa Café e Embrapa Cerrados. O projeto visa promover ações de transferência e inovação de tecnologia no Estado.

A abertura oficial do evento será realizada às 8h40 pelo professor Cleiton Mateus Sousa e o engenheiro agrônomo Welington Pereira. O Dia de Campo é destinado a estudantes, cafeicultores, técnicos de cooperativas, associações e demais interessados pelo setor. Haverá apresentação de experimentos e resultados de pesquisas científicas e tecnológicas que podem ser utilizados pelos cafeicultores para contribuir com a retomada e o desenvolvimento da cafeicultura em Goiás.

A programação oficial do dia de campo contempla palestras que serão apresentadas em três estações no período de 9h às 11h:

Estação 1: Adaptabilidade de cultivares de café arábica resistentes à ferrugem nas condições do Cerrado do Vale de São Patrício. Palestrantes: Antônio Alves Pereira – pesquisador da EPAMIG e Antônio Carlos Baião de Oliveira – pesquisador da Embrapa Café.

Estação 2: Manejo do Solo e Práticas Culturais na Cafeicultura. Palestrantes: Roriz Luciano Machado e Wilian Henrique Diniz Buso – professores do IF Goiano – Campus Ceres.

Estação 3: Manejo de água na Cafeicultura Irrigada. Palestrantes: Walter Quadros Ribeiro Junior e Omar Cruz Rocha – pesquisadores da Embrapa Cerrados.

Como participar do Dia de Campo

A participação é gratuita e os interessados deverão fazer o credenciamento a partir das 7h30 do dia 25-5 no local do evento, que será realizado no IF Goiano – Campus Ceres, na Rodovia GO-154, Km 03, Ceres-GO. Para obter mais informações sobre o Dia de Campo Cultivo de Café Arábica no Vale de São Patrício entre em contato com o IF Goiano pelo telefone (62) 3307-7100 e/ou acesse o site www.ifgoiano.edu.br/ceres

Cafeicultura em Goiás

De acordo com o Segundo Levantamento de Safra de Café da Conab–maio de 2017 -, disponível no Observatório do Café, a previsão da safra de café deste ano em Goiás é de 188 mil sacas, uma redução de 17,11% em relação à produção da safra de 2016 (227 mil sacas) em decorrência principalmente da bienalidade negativa verificada nas lavouras de café arábica do Estado.

A despeito de o volume de produção ser pequeno em comparação com a safra brasileira (0,48%), que é estimada em 45,56 milhões de sacas pela Conab, a produtividade média da cafeicultura de Goiás é a maior do Brasil, tendo atingido 37,12 sacas por hectare na média das safras de 2016 e 2017. Essa produtividade foi expressivamente superior a nacional, que foi de 25,34 sacas por hectare nesse período, principalmente devido ao emprego da irrigação.

 

Veja tambÉm: