Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizaram a quinta-feira em baixa

As operações em N.Y. finalizaram a quinta-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima de +0,70 pontos e mínima de -3,20 fechando com -2,40 pts.

 

postado em 11/05/2017 | Há 6 meses

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 455,00 R$ 435,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 455,00 R$ 435,00 Julho/2017 134,25 -2,40
Alta Paulista/Paranaense R$ 445,00 R$ 425,00 Setembro/2017 136,65 -2,35
Cerrado R$ 460,00 R$ 440,00 Dezembro/2017 139,95 -2,35
Bahiano R$ 445,00 R$ 425,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.  
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 525,00 R$ 520,00 Setembro/2017 163,95 -2,40
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 565,00 R$ 555,00 Dezembro/2017 167,25 -3,10
Dólar Comercial: R$ 3,1440      

O dólar comercial fechou em queda de 0,73%, cotado a R$ 3,1440. No cenário interno, investidores continuavam otimistas com o andamento da reforma da Previdência. No exterior, o avanço nos preços das matérias-primas, em especial o petróleo, colaborava para o clima de otimismo do mercado.

O boletim da Somar Meteorologia indica tempo seco e grande amplitude térmica com madrugadas frias e tardes de calor nas áreas produtoras do centro e sul do Brasil. Somente no fim de semana, uma frente fria trará chuva com baixo acumulado ao Paraná e São Paulo.Na próxima semana, a chuva intensificará sobre o centro do Brasil e há previsão de acumulados bastante elevados para época do ano em áreas produtoras do Paraná, São Paulo e sul de Minas Gerais.

O Relatório Internacional de Tendências do Café de abril deste ano, com base no estudo de uma empresa de pesquisa americana, apontou que as vendas no mercado global de café solúvel foram de US$ 28,12 bilhões em 2016 e que esse mercado mostra uma tendência crescente de aproximadamente 4,8% ao ano e deve atingir US$ 42,5 bilhões em 2025. Para matéria completa sobre o Relatório Internacional de Tendências do Café VOL. 6 / Nº. 03 / 28 ABRIL 2017 acessem https://goo.gl/e4GHq9 . Via Notícias Agrícolas.

As exportações de café do Vietnã, maior produtor mundial de café robusta, totalizaram 2,25 milhões de sacas em abril, com queda de 19,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. O governo esperava embarques de cerca de 2,50 milhões de sacas no período. Esse volume exportado pelos vietnamitas em abril fica acima do que foi embarcado pelo Brasil pelo segundo mês consecutivo. Em março de 2017, o Vietnã exportou 2,80 milhões de sacas, segundo dados da alfândega do país. No mês de abril, as exportações de café do Brasil, segundo dados do Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil), totalizaram 2,13 milhões de sacas, um decréscimo de 13,5% na comparação com o mesmo período do ano passado e receita cambial de US$ 369 milhões. Em março, foram embarcadas 2,79 milhões de sacas. Fonte: Notícias Agrícolas.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: