Tecnologias

Necaf/UFLA promove XII Ciclo de Palestras em Cafeicultura

Promovido pelo Núcleo de Estudos em Cafeicultura (Necaf) no centro de convenções da Universidade, o evento reuniu aproximadamente 300 pessoas, entre elas estudantes, professores e profissionais da área.

 

postado em 03/03/2017 | Há 4 meses

Necaf/UFLA promove XII Ciclo de Palestras em Cafeicultura

Com o objetivo de discutir os principais avanços obtidos na cadeia produtiva do café e o que há de novo no mercado, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) recebeu nos dias 21 e 22 de fevereiro o XII Ciclo de Palestras em Cafeicultura. Promovido pelo Núcleo de Estudos em Cafeicultura (Necaf) no centro de convenções da Universidade, o evento reuniu aproximadamente 300 pessoas, entre elas estudantes, professores e profissionais da área.

IMG_2784O engenheiro agrônomo, presidente da Associação Nacional dos Sindicatos Rurais das Regiões Produtoras de Café e Leite (SINCAL), Armando Mattiello, proferiu a primeira palestra do evento, abordando o tema cenário político do café e também aspectos relacionados ao marketing dentro do segmento. “A atual política cafeeira é predatória, antissocial, caótica, mofada, atende o interesse de meia dúzia de multinacionais e de grupos ligados a ação brasileira de exportação do café. Nós temos que mudar toda essa retórica, fazer o cafeicultor ganhar dinheiro, os trabalhadores rurais precisam faturar, e se o cafeicultor ganha dinheiro o trabalhador rural também ganha, o comércio e assim por diante”, ressaltou Mattiello.

IMG_2836Abordando questões relacionadas a nutrição do cafeeiro, o engenheiro agrônomo e pesquisador da Fundação Procafé, Marcelo Jordão Filho, proferiu a segunda palestra do evento e expôs alguns experimentos que estão em andamento na Fundação que vem contribuir com o manejo de adubação e nutrição do cafeeiro. “Como futuros profissionais, responsáveis pela qualidade da assistência técnica a nível nacional, acredito que esse evento seja muito valioso para os estudantes, eles estarão cientes das novas tecnologias disponíveis para os produtores e demais manejos, que venham contribuir com a cafeicultura”, explicou Marcelo.

O evento que já é consolidado e faz parte do cronograma anual da cafeicultura brasileira, tem como marca a tradição e competência do Necaf, núcleo que existe há mais de 20 anos na Universidade. O ex-integrante do núcleo e doutor pela UFLA em Fitotecnia veio participar do ciclo em busca de se atualizar e trocar experiências, atualmente ele é gerente de uma fazenda de café no município de Campos Altos (MG). “O proprietário e produtor de café da fazenda onde trabalho é uma pessoa com visão aberta com relação à pesquisa e a inovação, por isso procuramos o evento. Trocamos ideias com outros professores da área de cafeicultura da universidade, e essa também é uma boa oportunidade para rever os colegas”, disse Alexandrino.

 

16865080_1254651374629503_3848837331776404659_nO professor e coordenador do Curso de Tecnólogo em Cafeicultura no Instituto Federal do Sul de Minas do campus Machado (MG), Leandro Carlos Paiva, falou sobre inovação em pós-colheita apresentando experiências, como a aplicação de novas técnicas, que gera bons resultados em termos de qualidade de café e que tem ajudado bastante os pequenos e médios produtores. “Hoje trabalhamos com temperaturas diferenciadas durante a secagem, novas formas de secagem, trabalhos com fermentações no início do processamento, o uso de maquinários que nós mesmos desenvolvemos”, ressaltou Leandro.

 

16806773_1254651507962823_2750975296027654727_nA última palestra do evento foi ministrada pelo pesquisador do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Oliveiro Guerreiro Filho que apresentou as estratégias, conquistas e perspectivas no melhoramento do café através de um breve histórico do que já foi feito e de como os programas de melhoramento se estruturaram, dos resultados que eles já geraram e dos desafios que existem ainda pela frente, o que o setor produtivo espera em termos de novas variedades.

Texto: Vanessa Trevisan (ASCOM InovaCafé) Fotos: Mariane Freitas e Mayara Mesquita (ASCOM InovaCafé)

 

Veja tambÉm: