Mercado

Receita com embarques de café teve alta de 5,6%

O recuo se deveu à redução dos embarques de café conilon – cuja oferta caiu em decorrência da seca no Espírito Santo

 

postado em 08/12/2016 | Há 9 meses

Por Bettina Barros | De São Paulo

08 dez 2016 - As exportações brasileiras de café somaram 3,071 milhões de sacas de 60 quilos em novembro passado, 12,2% abaixo de igual mês de 2015, informou ontem o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé).

De acordo com comunicado do CeCafé, o recuo se deveu à redução dos embarques de café conilon – cuja oferta caiu em decorrência da seca no Espírito Santo – e aos impactos da greve alfandegária no porto de Santos, que comprometeu o processamento de certificados de exportação.

A receita com as exportações de café no mês totalizou US$ 547,3 milhões, aumento de 5,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita avançou a despeito da queda dos volumes embarcados porque tanto o café arábica quanto o conilon registraram alta de preços. Como resultado, o valor médio da saca de café na exportação em novembro aumentou 20,2% em relação ao mesmo intervalo de 2015, para US$ 178,19.

"A situação favorável do dólar, que resultou na receita cambial positiva, compensou o decréscimo de exportações observado nos últimos meses. Essa diminuição ocorre principalmente devido à redução de oferta do café conilon, reflexo do período de seca no Espírito Santo", afirmou Nelson Carvalhaes, presidente do CeCafé, no comunicado. "Justamente por isso, acreditamos que devemos fechar o ano civil em cerca de 34 milhões de sacas exportadas".

Em novembro, os embarques de arábica totalizaram 2,747 milhões de sacas, um recuo de 6,7% em relação ao mesmo mês de 2015. Já os de conilon despencaram. O tombo foi de 90,3%, para apenas 28,4 mil sacas, segundo o CeCafé.

Considerando as exportações neste ano, os embarques de janeiro até novembro alcançaram 30,769 milhões de sacas, 8,9% menos que em igual intervalo de 2015. A receita com as vendas no período somou US$ 4,8 bilhões, com recuo de 15,1%. De janeiro a novembro, os embarques do grão arábica somaram 26,683 milhões de sacas, 1,1% acima do mesmo período de 2015. Já os de conilon caíram 86,1% na mesma comparação, para apenas 569 mil sacas.

O CeCafé também informou que as exportações entre julho (início do ano-safra) e novembro somaram 14,481 milhões de sacas, 9,5% abaixo de igual intervalo um ano antes. A receita na mesma comparação caiu 2,9%, para US$ 2,417 bilhões.

Os principais destinos do café exportado pelo Brasil continuam sendo Estados Unidos, Alemanha, Itália, Japão e Bélgica. (Colaborou Alda do Amaral Rocha)

Fonte : Valor

 

Veja tambÉm: