Comércio

EUA importam 21% dos cafés diferenciados do Brasil em 2016

De janeiro a outubro deste ano os cafés diferenciados representaram 18% das exportações com preços médios 25% acima do café verde exportado

 

postado em 16/11/2016 | Há 4 meses

Estes e outros destaques fazem parte do ‘Relatório mensal outubro 2016’, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – CeCafé. Em relação especificamente aos cafés diferenciados - que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis -, o volume de sacas de 60kg exportadas de janeiro a outubro deste ano foi de 4,969 milhões de unidades com preço médio de US$ 192,81. O CeCafé também aponta no Relatório que os EUA se destacaram em primeiro lugar nessas importações, com a compra de 1,021 milhão de sacas, ou seja, 21% do que foi embarcado. 

Com relação às exportações totais de café nesse mesmo período deste ano, o volume embarcado foi de 27,562 milhões de sacas de 60kg que geraram receita cambial de US$ 4,2 bilhões. Desse volume exportado, 24,355 milhões de sacas foram de café verde, sendo 23,816 milhões de café arábica e 539,236 mil de café robusta. O café industrializado totalizou 3,207 milhões de sacas, das quais 3,182 milhões de solúvel e 24,254 mil de torrado e moído. Em contraponto, o volume exportado nos últimos 12 meses - novembro de 2015 a outubro de 2016 - registrou 34,309 milhões de sacas, com receita total de US$ 5,2 bilhões.

Leia na íntegra esta matéria/análise no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, e na página da Embrapa Café.

 

Veja tambÉm: