Estatísticas

Brasil consome 3,09% mais café de novembro de 2011 a outubro de 2012

 

postado em 06/02/2013 | Há 5 anos

Canal Rural

06/02/2013 
 

Consumo per capita registrado no período chegou a quase 83 litros para cada brasileiro por ano, maior desempenho já registrado no país 
 
Os brasileiros consumiram aproximadamente 20,33 milhões de sacas de café no período de novembro de 2011 a outubro de 2012, o que corresponde a um aumento de 3,09% em relação ao período anterior (19,72 milhões de sacas). O dado faz parte de pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), divulgada na quarta, dia 6.

Conforme a Abic, esse resultado mostra que o país ampliou o consumo interno de café em 610 mil sacas nos 12 meses considerados. O crescimento de 3,09% é ligeiramente menor do que o esperado pela indústria em suas previsões iniciais, podendo estar relacionado ao crescimento do consumo de produtos concorrentes no café da manhã.

Enquanto a penetração do café no consumo doméstico permaneceu elevada (95%), ainda que estável, outros produtos cresceram acima de 20%, como foi o caso do suco pronto (25%) e as bebidas a base de soja (29%), segundo pesquisas complementares da Kantar Worldpanel.

A pesquisa mostra, ainda, que o consumo per capita foi de 6,23 kg de café em grão cru ou 4,98 quilos de café torrado, quase 83 litros para cada brasileiro por ano, registrando uma evolução de 2,1% em relação ao período anterior. O desempenho é o maior já registrado no Brasil e é maior que os da Itália, da França e dos EUA. Segundo a indústria, os brasileiros estão consumindo mais xícaras de café por dia e diversificando as formas da bebida durante o dia, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés expressos, cappuccinos e outras combinações com leite.

A meta da Abic para o consumo interno atingir 21 milhões de sacas, proposta em 2004, parece que poderá ser atingida somente em 2013 ou meados de 2014. Com a economia brasileira sendo retomada em 2013 e em vista dos grandes investimentos que estão sendo feitos para os grandes eventos esportivos e as previsões de aumento do consumo das classes C, D e E, é natural que o consumo do café siga crescendo, avalia a indústria. 
 
 

 

Veja tambÉm: