Mercado

Produtor de café capixaba produz quatro vezes mais

 

postado em 24/07/2011 | Há 6 anos

Gazeta Sul - Online

O café está maduro, no ponto para a colheita, que tem sido mais farta. Quatro vezes maior do que era há cinco anos na propriedade de seu Antônio Cézar Demartine, em Vista Alegre, interior de Jerônimo Monteiro (ES). Ele resolveu investir em tecnologias para impulsionar a produção. "Análise de solo, adubação correta, calagem, poda, controle de erosão e do mato", explica o cafeicultor.
 
Utilizando essas técnicas, Antônio pretende colher, neste ano, 120 sacas de café por hectare. A média na região é de 26.
 
Outra técnica que começa a ser aplicada na propriedade é a variedade clonal. É só retirar um pedaço da planta e cortar parte das folhas. "O benefício é que se seleciona somente os pés mais produtivos", acrescenta o técnico agrícola do Incaper, Luiz Henrique Caiado.
 
Seu Antônio Cézar Demartine colhe os frutos do investimento em várias técnicas simples e baratas.
 
Para não ter problema com os longos períodos de seca, o produtor instalou um sistema de irrigação. Investindo também em uma estufa, seu Antônio reduziu o tempo de secagem do grão. "E todas essas são técnicas baratas, e o resultado é que o produtor acaba economizando", comenta Luiz Henrique.
 
O sucesso na lavoura fez com que o lugar se tornasse uma sala de aula para os estagiários do Incaper. "Futuramente nós vamos poder ajudar outras propriedades com base no que é feito aqui", diz a estudante de Biologia Ingrid Nunes.

 

Veja tambÉm: