Mercado

URGENTE - Governo estuda medida para apoiar indústria exportadora de café

 

postado em 27/03/2010 | Há 8 anos

Sexta, 26 Março 2010 09:13 |

AGÊNCIA BRASIL

Setor estaria tendo dificuldades para manter mercados no exterior devido à grande concorrência de outros países O governo brasileiro pode autorizar a importação de café conillon verde para ajudar a indústria nacional que exporta o produto beneficiado. Segundo a secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Lytha Spíndola, essa é uma das opções para apoiar o setor, que estaria tendo dificuldades para manter mercados no exterior devido à grande concorrência de outros países.

De acordo com Lytha, o governo discute autorizar o drawback para o café conillon verde, mecanismo que isenta taxas para a importação com a obrigatoriedade do produto ser industrializado e exportado.

— O volume em estudo é próximo de 20% da quantidade exportada — comentou ela, ao sair nesta quinta, dia 25, de reunião com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, e representantes do setor.

Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Café Solúvel (Abics), Edvaldo Barrancos, esse percentual representaria cerca de 600 mil sacas de café conillon, já que a exportação em 2009 foi equivalente a três milhões de sacas. Sem o benefício, ele afirma que países como o Vietnã, que em alguns períodos conseguem oferecer esse tipo de café a um custo até 25% inferior ao brasileiro, conquistarão mercados que tradicionalmente são clientes do Brasil.

— Buscamos a manutenção da competitividade. Queremos que a indústria possa crescer e produzir mais — afirmou Barrancos.

Segundo ele, o preço do café no mercado interno é maior porque a demanda interna é muito grande. Por representar apenas 5% da produção de 12 milhões de sacas de café conillon prevista para este ano, o presidente da Abics afirmou que o produtor não precisa se preocupar caso a medida seja tomada.

 

Veja tambÉm: