Mercado

Café Nova York cai influenciada pelas queda das Commodities

Os contratos futuros de café arábica encerraram esta sexta-feira com quedas, pressionados por vendas especulativas de fundos e por perdas na maior parte dos mercados de commodities.

 

postado em 30/10/2009 | Há 8 anos

Agência Dow Jones - Tradução : Agnocafé

Café Nova York cai influenciada pelas queda das Commodities

Os contratos futuros de café arábica encerraram esta sexta-feira com quedas, pressionados por vendas especulativas de fundos e por perdas na maior parte dos mercados de commodities. Algumas compras foram verificadas nas mínimas, o que permitiu que as perdas do dia não se acentuassem ainda mais.

No encerramento do dia, o dezembro apresentou baixa de 125 pontos, com 135,50 centavos de dólar por libra peso, com a mínima em 133,85 e a máxima em 138,50 centavos por libra, com o março aferindo uma retração final de 120 pontos, com a libra a 138,55, sendo a máxima em 141,40 e a mínima em 137,00 centavos de dólar. Na Euronext/Liffe, a posição novembro teve baixa de 20 dólares, com 1.386 dólares por tonelada, ao passo que o janeiro apresentou desvalorização da ordem de 24 dólares, com 1.431 dólares por tonelada.

O café seguiu uma tendência de baixa verificada em praticamente todo o complexo de commodities( índice CRB fechou em queda com 5,78) , mas conseguiu preservar alguns intervalos importantes. Em outros mercados as vendas foram generalizadas, como no caso do petróleo, cobre e nos grãos, na bolsa de Chicago.

Considerando-se a atividade vendedora dos fundos no mercado como um todo, os futuros de café até que se saíram muito bem nesta sexta-feira, apontou Jack Scowille, analista e vice-presidente do Price Futures Group. Segundo ele, o café se portou muito bem, mesmo com a agitação dos traders após a verificação de alguns dados econômicos que estimularam os fundos a efetuarem uma nova sessão de liquidação. Um desses dados foi o volume de gastos dos consumidores dos Estados Unidos, que caiu 0,5% em setembro, contra uma alta de 1,4% em agosto. A baixa verificada foi a maior desde dezembro de 2008, quando a recessão estava em seus patamares mais extremados, apontou o Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

Na quinta-feira os traders foram encorajados pela divulgação dos dados do Produto Interno Bruto norte-americano, que atingiu 3,5% no terceiro quarto do ano, percentual superior ao especulado pelo mercado. Entretanto, realizações de lucros de final de mês e temores relacionados à economia norte-americana fizeram com que o dólar voltasse a ter altas e o índice Dow Jones Industrial tivesse perda de 2,5% às 15 horas (horário de Nova Iorque), criando um sentimento significativamente baixista para as commodities, sustentou um broker.

O café deverá ter uma disponibilidade maior de grãos no futuro e isso pode estar dando uma força adicional para os contratos futuros, sustentou Scoville. "Um grande problema é que nós teremos a oferta da safra que começa a ser colhida no próximo mês ou dentro de um mês e meio", complementou.

Tecnicamente, o dezembro tem um suporte considerável em 133,85 centavos por libra (a mínima do dia), que coincide com a média móvel de suporte de 40 dias. Essa posição, nas três sessões passadas, ficou fora dessa linha. Esse contrato, por outro lado, tem uma resistência inicial em 138,50 centavos, sendo que os outros níveis mais fortes estariam situados em 139,20 e 143,00 centavos.

As exportações de café do Brasil em outubro, até o dia 30, somaram 2.170.390 sacas, contra 2.139.519 sacas do mesmo período de setembro, informou o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil).

Os estoques de café na bolsa de Nova Iorque tiveram queda de 8.640 sacas, indo para 3,285 milhões de sacas. Os contratos em aberto na bolsa nova-iorquina caíram 749 lotes, indo para 122.124.

O volume negociado no dia na ICE Futures US foi estimado em 18.162 lotes, com as opções tendo 3.478 calls e 1.383 puts. O dezembro na ICE Futures US tem suporte em 133,85, 133,65, 133,50, 133,30, 133,10-133,00, 132,80, 132,65, 132,50, 132,30 e 132,10-132,00 centavos de dólar por libra peso, com a resistência em 138,50, 138,70, 138,90-139,00, 139,20, 139,35, 139,50, 139,65, 139,80 e 140,00 centavos por libra.

 

Veja tambÉm: