Produção

Ministro da Agricultura de Angola garante apoio para melhoria da colheita do café

 

postado em 16/06/2008 | Há 8 anos

AngolaPress


Foto Angop

Ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga

Uíge, 15/06 - O ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga, garantiu na fazenda de Kimbete, município de Mucaba, 60 quilómetros a nordeste da cidade do Uíge, o apoio do Governo angolano aos cafeicultores da região, no sentido de se melhorar o cultivo e colheita do café na região.

Afonso Canga deixou esta garantia, sexta-feira, no acto nacional de abertura da colheita e comercialização do café, realizado na fazenda Kimbete, e presenciado por directores nacionais do Ministério da Agricultura, membros do governo provincial local, da Unaca, responsáveis das associações de camponeses e cafeicultores da província do Uíge.

Segundo o ministro, o governo gizou um programa que visa a comercialização e apoio à cultura do café, consubstanciado na concessão de micro-créditos aos cafeicultores para que possam preparar a campanha de colheita, limpar os cafezais e multiplicar as plantações.

“Vocês disseram que substituíram no passado o café por outras culturas por inexistência de mercados para a venda, havia dificuldades de transportar o café que tinham, isto faz parte do passado. O governo tem um programa de comercializar e apoiar a cultura do café. O camarada Presidente orientou-nos para que fizéssemos tudo para comercializar o café que está com os camponeses e estamos a faze-lo", referiu.

Exortou os produtores a trabalharem cada vez mais no sentido de incrementarem a produção, tendo lembrado que o café já ocupou um lugar de destaque na economia do país.

“Estou satisfeito porque encontrei nesta localidade uma força de vontade de trabalhar para resolvermos os problemas. Porque o café já desempenhou um papel importante na nossa economia e graças ao café uma boa parte de Angola foi construída", acrescentou.

No acto foram entregues cinco viaturas de marca Nissan aos cafeicultores dos municípios de Negage, Mucaba, Quitexe e Songo, assim como das Estações de Desenvolvimento Agrário (EDA).