Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira com forte baixa

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira com forte baixa, a posição maio oscilou entre a máxima de +0,80 pontos e mínima de -5,65 fechando com -4,90 pts. Mercado interno travado com valores nominais.

 

postado em 19/04/2017 | Há 1 mese

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 480,00 R$ 470,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 480,00 R$ 470,00 Maio/2017 138,00 -4,90
Alta Paulista/Paranaense R$ 470,00 R$ 450,00 Julho/2017 140,65 -4,90
Cerrado R$ 485,00 R$ 465,00 Setembro/2017 143,00 -4,85
Bahiano R$ 480,00 R$ 470,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.  
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 550,00 R$ 540,00 Setembro/2017 170,90 -5,35
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 585,00 R$ 575,00 Dezembro/2017 175,85 -6,40
Dólar Comercial: R$ 3,1470      

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira com forte baixa, a posição maio oscilou entre a máxima de +0,80 pontos e mínima de -5,65 fechando com -4,90 pts. Mercado interno travado com valores nominais.

O dólar comercial fechou em alta de 1,09%, cotado a R$ 3,1470. No cenário interno, investidores estavam preocupados com a dificuldade que o governo terá para aprovar a reforma da Previdência no Congresso Nacional. O governo cedeu à pressão da oposição e concordou em adiar a votação da proposta na comissão especial da Câmara dos Deputados para o início de maio. Até então, a expectativa era de votar o tema já na semana que vem. A reforma da Previdência é considerada por investidores como essencial para colocar as contas públicas do país em ordem. O mercado também via com preocupação a derrota do governo na votação do regime de urgência para a reforma trabalhista na Câmara dos Deputados na noite de terça-feira (18).

Conforme indica o boletim da Somar Meteorologia, não houve registro de chuva significativa nas últimas 24 horas nas áreas de café, situação que permanecerá inalterada até amanhã. Na sexta-feira, uma linha de instabilidade trará chuva ao Paraná e oeste de São Paulo. De acordo com a simulação COSMO-INMET, estimam-se pelo menos 20 milímetros. A partir do fim de semana, a chuva, embora avance para a Mogiana e Minas Gerais gerará acumulado bem mais baixo e com má distribuição espacial. A partir da terça-feira da próxima semana, outro episódio de chuva acontecerá entre o Paraná e Minas Gerais. Posteriormente, a temperatura declina, mas não há previsão de frio intenso em nenhuma área produtora de café.

O Ministério da Agricultura elevou nesta quarta-feira os preços mínimos do café para o período entre abril de 2017 e março de 2018, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União. O café arábica tipo 6, bebida dura para melhor, com até 86 defeitos, peneira 13 acima, teve o preço mínimo reajustado para 333,03 reais por saca de 60 quilos na temporada 2017/18, ante 330,24 reais em 2016/17. Já o café robusta (conilon) tipo 7, com até 150 defeitos, peneira 13 acima, teve o valor de referência estabelecido em 223,59 reais por saca, ante 208,19 reais na temporada anterior. Os preços mínimos definidos pelo governo servem de referência para programas de subvenção aos produtores rurais nos momentos em que há uma forte queda nos valores praticados no mercado. Fonte: Reuters.

O Índice de Oferta de Café para a Indústria (Ioci) atingiu 4,88 pontos no período entre 10 e 13 de abril. O resultado corresponde a um indicativo de suprimento considerado “crítico” pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). “Indica que as empresas de todos os portes não têm a oferta regular de café em grão, com o abastecimento difícil”, diz a associação, responsável pela elaboração do índice. Na semana anterior, o Ioci estava em 6,75 pontos, sinalizando suprimento “seletivo”. Para a indústria, o quadro relata a produção menor na última temporada, sobretudo da variedade conilon. A nova safra de café chega no mercado no segundo semestre. Considerando apenas a oferta de café conilon, cuja safra no Espírito Santo, principal Estado produtor, foi prejudicada nos últimos dois anos pela estiagem, o Ioci variou de 6,42 para 4,27 pontos, também passando a indicar oferta crítica. “A oferta de conilon pode estar prejudicada, e as empresas reportam que não encontram vendedores para lotes de conilon de quantidade grande. A expectativa de safras menores em 2017 acentua a preocupação de se buscar uma solução imediata para essa crise de abastecimento”, diz a Abic na nota. Fonte: Istoé.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: