Comércio

Safras aponta produção 2017/18 do Brasil em 51,1 milhões de sacas

A safra brasileira de café 2017/18, que está em começo de colheita, deve ficar em 51,1 milhões de sacas de 60 quilos.

 

postado em 10/05/2017 | Há 7 meses

É o que aponta a nova estimativa de SAFRAS & Mercado para a safra, realizada através de sondagem junto a cooperativas, produtores, exportadores, comerciantes, armazenadores e secretarias de agricultura. A produção foi revisada ligeiramente para cima, já que o número de janeiro fora de 51,0 milhões de sacas.

A safra 2016/17, antes indicada por SAFRAS & Mercado em 55,1 milhões de sacas, foi revisada para cima para 55,5 milhões de sacas. Assim, SAFRAS estima uma queda de 8% na produção 2017/18 contra 2016/17.

Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, responsável pela estimativa, o volume desta safra que começa a ser colhida, como já era esperado, é menor que do ano passado, por conta da bienalidade na produção de arábica. “Mesmo assim, é uma safra boa. Um dos motivos é que a alternância de carga já não provoca mais mudanças tão bruscas na produção, como acontecia anteriormente. Além disso, as chuvas mais regulares no final do ano passado garantiram um bom ‘pegamento’ dos chumbinhos e a umidade nesse começo de 2017 uma boa granação. E, com isso, as lavouras vem confirmando as perspectivas mais positivas para a safra deste ano”, avaliou.

Para Barabach, o principal destaque positivo, no entanto, ficou por conta do conilon. “É que depois da frustrante safra do ano passado era natural esperar alguma reação produtiva. Ainda mais se o clima desse uma ajudada, como realmente, aconteceu”, observou. E o avanço do conilon na Bahia e em Rondônia ajuda a equalizar a oferta deste tipo de café no Brasil.

A produção total de arábica 2017/18 foi indicada em 39,6 milhões de sacas, com diminuição de 14% contra 2016/17 (45,9 milhões de sacas). A safra de arábica foi revisada para baixo em 800 mil sacas contra a estimativa de janeiro.

Já a safra 2017/18 de conilon foi colocada em 11,5 milhões de sacas, devendo ter aumento de 20% na comparação com 2016/17 (9,6 milhões de sacas). A revisão para cima da produção de conilon mais que compensou a redução na estimativa do arábica. SAFRAS revisou para cima em 900 mil sacas a produção do conilon contra o seu número anterior.

Fonte: Safras & Mercado

 

Veja tambÉm: