Comércio

Exportação de cooperativas agropecuárias paulistas chega a US$1,14 bi

Somente no primeiro bimestre deste ano, as cooperativas do estado já aumentaram sua exportação em 49,6% comparado ao mesmo período do ano passado

 

postado em 30/03/2017 | Há 8 meses

São Paulo, março de 2017 – As cooperativas agropecuárias do Estado de São Paulo, cujos números de 2016 devem apontar para um crescimento na casa de dois dígitos no faturamento, encerraram 2016 com um aumento de 13% no valor referente às exportações, totalizando a marca de US$ 1,14 bilhão, contra US$ 1,01 bi em 2015. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Segundo dados da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp), os empreendimentos paulistas são responsáveis por 22% do total exportado pelas cooperativas brasileiras. A tendência de alta nas vendas ao exterior pode ser verificada com mais ênfase neste início de ano; no comparativo entre o primeiro bimestre de 2017 com o mesmo período do ano passado, as cooperativas paulistas já aumentaram as exportações em 49,6%.

Tendo como principais destinos países como China, Alemanha, Estados Unidos, Emirados Árabes e Holanda, as cooperativas agropecuárias de São Paulo contribuem com grande parte das exportações de açúcar e álcool, café, sucos concentrados e amendoim, itens tidos como de grande importância na pauta de importação desses países.

De acordo com Edivaldo Del Grande, presidente da Ocesp e do Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de São Paulo (Sescoop/SP), a perspectiva para o setor se mantém positiva, otimismo justificado pelo crescimento contínuo do cooperativismo agropecuário no Estado nos últimos anos.

“Hoje, no Brasil, já existem 1.157 cooperativas que atuam no ramo agro, sendo 145 somente no Estado de São Paulo. Ao todo, a produção das cooperativas já representa cerca de 50% da produção agrícola de todo o País”, comenta Del Grande.

 

Veja tambÉm: