Comércio

Governo espera concluir vendas de café neste mês; estoques caem a níveis mínimos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) espera concluir em meados deste mês um programa de venda de estoques públicos de café que deverá reduzir a níveis mínimos o volume do produto detido pelo governo do Brasil, o maior produtor e exportador global

 

postado em 13/03/2017 | Há 3 meses

Por Roberto Samora e Laís Martins

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) espera concluir em meados deste mês um programa de venda de estoques públicos de café que deverá reduzir a níveis mínimos o volume do produto detido pelo governo do Brasil, o maior produtor e exportador global do grão, informou nesta sexta-feira a estatal.

A Conab vendeu nesta semana cerca de 146,7 mil sacas de 60 kg de café arábica em grãos dos seus estoques, caminhando para deixar perto de zero as reservas do governo, como havia sido previsto anteriormente, em um programa para equilibrar o mercado, apertado principalmente por uma escassez de café robusta, cuja safra foi afetada pela seca nos últimos anos.

Com o próximo leilão previsto para 23 de março, o governo espera comercializar o volume restante autorizado pelo governo, disse a Conab.

Em janeiro deste ano, o Conselho Interministerial de Estoques Públicos (Ciep) havia autorizado a venda de até 720 mil sacas de café dos estoques públicos, das quais 538,3 mil sacas já foram comercializadas, segundo a Conab.

O total autorizado para vendas corresponde a praticamente todo o que café detido pelo governo, após Conab ter comercializado no ano passado 895 mil sacas de café, segundo dados da Conab.

Fonte: Reuters

 

Veja tambÉm: