Mais Café

Otimismo reforça a Expocafé

 

postado em 19/01/2012 | Há 6 anos

Diário do Comercio

19/01/2012
 
Otimismo reforça a Expocafé
Produtores capitalizados e previsão de boa safra antecipam a aquisição de estandes.
 
MICHELLE VALVERDE.
As estimativas positivas em relação à safra 2011/12 de café e a maior capitalização dos cafeicultores estão contribuindo para a venda antecipada de estandes na 15ª edição da Expocafé, promovida pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig). O aumento da demanda pelos estandes é atribuído à melhoria da condição financeira dos cafeicultores, o que é essencial para a retomada dos investimentos na mecanização e modernização.

De acordo com o chefe do Departamento de Eventos da Epamig e coordenador-geral da Expocafé, Mairom Mesquita, quase 50% dos 173 estandes disponibilizados no evento foram comercializados em apenas um mês. Em 2011, o número de espaços destinados às empresas de máquinas, equipamentos e demais insumos para a cafeicultura foi de 133, o que representa um incremento de 30%.

"Os resultados obtidos com a edição anterior foram muito positivos, o que incentivou a aquisição antecipada de estandes. Além do espaço já comercializado, temos pré-reservas e áreas em negociação. As empresas fornecedoras de equipamentos e insumos estão apostando em bons negócios, isto pelas estimativas em relação à cultura continuarem favoráveis e pela maior intenção de investir nos cafezais", diz Mesquita.

As estimativas em relação à feira são positivas e a tendência é de que o faturamento de R$ 228 milhões, alcançado na edição anterior, seja pelo menos repetido. O evento será realizado de 19 a 22 de junho, na fazenda experimental da entidade, em Três Pontas, no Sul do Estado.

"Ainda é cedo para estimar quanto aumentará o faturamento gerado com as negociações durante a Expocafé. Porém, diante as estimativas atuais de mercado, deveremos superar o valor registrado em 2011. Além de uma previsão de safra maior e de mais qualidade, a demanda mudial pelo grãos está aquecida e os estoques baixos. Estes fatores são fundamentais para que os preços da saca continuem em alta e estimulando a retomada dos investimentos por parte dos cafeicultores", acrescenta Mesquita.

Simpósio - Além do acesso às empresas de máquinas, equipamentos e insumos para a cafeicultura, os produtores terão também a oportunidade de participar do 3º Simpósio da Mecanização da Lavoura Cafeeira, palestras e demonstrações de campo.

"Já começamos a definir os principais temas das palestras, com base na demanda dos produtores. Um deles tratará das exportações do grão, com debates sobre mercados promissores, vantagens, agregação de valor e importância da expansão do mercado", diz.

Em 2011, o evento recebeu mais de 22 mil visitantes e movimentou R$228 milhões em negócios. "Nossa expectativa inicial para a edição de 2011 era alcançar faturamento de R$ 120 milhões, porém nos surpreendemos com o crescimento de 145% sobre 2010. Os preços do café em alta e a intenção de investir nos tratos e tecnologia foram os principais fatores que alavancaram as negociações durante a feira", relata.

Para a edição 2012 houve aumento da área de exposição, que passará para 12 mil metros quadrados. Em 2011, a Expocafé ocupou um espaço aproximado de 10 mil metros quadrados. O número de estandes poderá chegar a 188, dependendo da demanda. Foram feitas também melhorias na infraestrutura e no acesso à feira, baseadas em demandas identificadas através de pesquisas de opinião com os participantes das últimas edições do evento.

As atividades da Expocafé 2012 terão início em 19 de junho, com a realização do 3º Simpósio da Mecanização da Lavoura Cafeeira. O evento é exclusivo para participantes previamente inscritos.

A partir de 20 de junho, a Expocafé será aberta ao público, com a realização da exposição de equipamentos, máquinas e insumos e outros eventos paralelos, como as dinâmicas de campo, onde os produtores e operadores conhecerão o funcionamento de máquinas e equipamentos, demonstrado por 30 empresas do segmento.

 

Veja tambÉm: