Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - Mercado cafeeiro finalizou a sexta-feira em queda

 

postado em 20/05/2011 | Há 6 anos

Infocafé de 20/05/11.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 520,00 R$ 500,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 520,00 R$ 500,00 Julho/2011 259,15 -4,55
Alta Paulista/Paranaense R$ 510,00 R$ 490,00 Setembro/2011 262,10 -4,55
Cerrado R$ 530,00 R$ 510,00 Dezembro/2011 265,50 -4,60
Bahiano R$ 510,00 R$ 490,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 310,00 R$ 280,00 Julho/2011 333,15 -4,10
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 320,00 R$ 310,00 Setembro/2011 326,80 -4,20
Dólar Comercial: R$ 1,6150 Dezembro/2011 327,35 -3,85

O mercado cafeeiro finalizou a sexta-feira em queda. Em N.Y. a posição julho variou entre a máxima de + 4,25 e mínima de -5,10 pontos, fechando com -4,55. No acumulado da semana foram registrados -10,25 pts.

O mercado de câmbio operou nesta sexta-feira em direções diversas, sem fundamentos que levassem à um rumo certo. O  euro perdeu força em relação ao dólar, enquanto o real teve uma leve valorização a nte a moeda norte-americana. O dólar fechou quase que inalterado, com -0,06%. No mercado doméstico, o destaque foi para o volume negociado na clearing de câmbio da BM&F, que superou os US$ 4 bilhões. Segundo operadores, acreditam que  houve uma saída de recursos balizada pela Ptax, o que incentivou negócios. Novamente o Banco Central fez apenas um leilão de compra de dólares no mercado à vista,  com taxa de corte em R$ 1,6135. Em entrevista ao  The Wall Street Journal e à agência Dow Jones, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que os fluxos de entrada de dólares no Brasil estão retornando para os níveis normais, e o real começará a se desvalorizar quando as taxas de juros começarem a subir nos

EUA e na Europa.

No exterior, o destaque é o recuo do euro, que reage a mais uma má noticia sobre a Grécia. A agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou a classificação do país. De acordo com comunicado da Fitch, o rebaixamento da Grécia reflete a escala do desafio enfrentado pelo país para implementar um programa de reforma estrutural e fiscal necessário para assegurar a solvência do Estado e as bases para uma recuperação econômica sustentada. Por  volta das 17 horas, o euro cedia a US$ 1,417.

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) abre no dia 1º de junho as inscrições para o VIII Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. A entrega de amostras pode ser feita pelos cafeicultores em todos os escritórios da Emater-MG até o dia 6 de setembro. Serão aceitos exclusivamente cafés da espécie arábica, colhidos em todas as regiões do Estado, na safra 2010/2011. O lote para a participação no concurso deve ter 10 sacas de 60 quilos e as amostras correspondentes a cada um, dois quilos. De acordo com o regulamento, é exigido ainda que os grãos sejam pelo menos de tipo 2, passados em peneira 16, com no máximo 5% de vazamento. "Ou seja, os cafés que participam do concurso estarão prontos para a exportação", afirma o coordenador da Emater-MG, Marcos Fabri Junior. Cada produtor pode concorrer em duas categorias: café cereja natural e café descascado ou desmucilado. Os cafés inscritos passarão por diversas avaliações até novembro, quando devem ser anunciados os resultados. Mais do que prêmios, os participantes do concurso estadual de qualidade, realizado desde 2004, buscam o reconhecimento de que produzem cafés de qualidade superior. O VIII Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é realizado pelo Governo de Minas, através da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). A iniciativa tem parceria de diversas instituições, entre elas: Universidade Federal de Lavras; Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA); Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig); Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg); Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg); Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg); Centro de Excelência do Café; Polo de Excelência do Café e Instituto Federal de Ensino e Tecnologia de Machado.

Pesquisadores da Epamig e da iniciativa privada apresentarão resultados de pesquisa em sete estações de campo, como: cultivares de café resistentes à ferrugem, adaptadas para a região: Paraíso (MG H 419-1) e Catiguá (MG1, MG2, MG3, Pau Brasil); aumento da produtividade do café; proteção com produtividade; Programa de Certificação de Propriedades Cafeeiras, Certifica Minas Café; colheita, processamento e secagem do café. Qualidade na cafeicultura, demandas mundiais e oportunidades serão temas apresentados pela pesquisadora da Epamig Sul de Minas Sara Maria Chalfoun, que participa de projetos de pesquisas sobre benefícios do café para a saúde, sustentabilidade da produção orgânica de café em Minas Gerais, inclusão de cafeicultores familiares por meio da adoção de tecnologias de baixo custo, dentre outros. O evento é mais uma ação do projeto Desenvolvimento e Avaliação de Ferramentas de Comunicação Rural para a Cafeicultura do Sul de Minas, financiado pelo Consórcio Pesquisa Café. Em abril a Epamig realizou dois dias de campo de cafeicultura com o objetivo de integrar produtores de café das regiões de Três Pontas e Machado. Durante os eventos foram divulgadas tecnologias adaptadas para cada região.

PESQUISAS EM CAFÉ

A Epamig desenvolve tecnologias voltadas para a cafeicultura em diversas regiões de Minas Gerais. Atualmente, as pesquisas estão concentradas no Núcleo Tecnológico Epamig Café (Nutec), que coordena as atividades de pesquisa e desenvolvimento relacionadas àquela cultura, nas seguintes Unidades da Empresa: Fazenda Experimental de Machado, Fazenda Experimental Dr. Sílvio Menicucci, em Lavras, Fazenda Experimental de Três Pontas, Fazenda Experimental de Patrocínio, Fazenda Experimental Vale do Piranga e Fazenda Experimental de São Sebastião do Paraíso. Esta última é referência na qualidade de produção de sementes e tecnologias do café para as regiões Sul e Sudoeste de Minas Gerais e Mogiana Paulista. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local do evento.

7º Encontro Tecnológico Qualidade do Café
Data: 25 de maio de 2011
Horário: 8 horas
Local: Fazenda Experimental de São Sebastião do Paraíso
Endereço: Estrada Via Guardinha, Km 12,5
INFORMAÇÕES
Telefone: (35) 3531-1496
E-mail:
fesp@epamig.br 

 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: