Consumo

Preço do café vai pesar no bolso do campineiro

Estimativa é de que valor tenha alta de até 40% esta semana por causa do aumento do consumo na entressafra

 

postado em 27/03/2011 | Há 6 anos

 
27/03/2011 15:03:00 - RAC

Gilson Rei    

 

Xícara de café servida em padaria de Campinas: reajuste de preço vem sendo repassado a conta-gotas

Beber o bom e velho cafezinho poderá se tornar algo um tanto indigesto nos próximos dias. Analistas de mercado indicam que o preço do café terá uma alta em breve nas cafeterias e padarias. Isso porque o consumo aumentou acima das expectativas no Brasil e no mundo, justamente quando os estoques do produto estão baixos. Ninguém confirma, mas especialistas estimam que o preço do café deva subir 30% nas cafeterias. Nas padarias, o reajuste deverá ser maior e chegar aos 40%.

Economistas a pontam que, entre junho do ano passado e fevereiro deste ano, o preço do café sofreu um aumento de 70% para as torrefadoras. As indústrias fazem um repasse a conta-gotas. As empresas já aumentaram, em média, 6% para o consumidor e preparam, para esta semana, a dose mais forte, com um reajuste de 30%.

O diretor da área de pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de café (Abic), Natal Martins, confirmou que essa oscilação no preço do café tem como motivo principal a lei da oferta e da procura. "São questões conjunturais porque houve um aumento no consumo mundial de café ao mesmo tempo em que os estoques diminuíram", disse.

Os estoques estão baixos porque a cultura do café passa pelo período de entressafra. "A colheita começa entre abril e maio e segue até setembro ou outubro. Por isso, o que existe hoje no mercado é o pouco de estoque que restou da última safra."
Leia mais nas edições do dia 27/03 dos jornais do Grupo RAC

 

Veja tambÉm: