Mercado

CMN determinou uma série de alterações em relação aos financiamentos lastreados em recursos do Funcafé

 

postado em 28/05/2010 | Há 7 anos

O Conselho Monetário Nacional (CMN) determinou uma série de alterações em relação aos financiamentos lastreados em recursos do Funcafé. Uma delas é a determinação de um período específico para a liberação de recursos para a indústria. De acordo com o secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt, a medida busca evitar a forte queda dos preços no momento da safra, quando há mais oferta de produto.

O ajustamento dos períodos de contratação e reembolso das operações de custeio e colheita e dos Financiamentos para Aquisição de Café (FaCs) foi determinado, de acordo com o voto do CMN, ao perfil da produção. \"Estamos concentrando os períodos de concessão de crédito porque estavam muito abertos\", considerou Bittencourt, salientando que a medida vale tanto para custeio, quanto para colheita ou estocagem.

De acordo com o secretário, ao restringir o financiamento de estocagem para indústria para o período de safra, aumenta a demanda pelo produto. \"É uma jogada para contribuir com o preço mínimo ao produtor, já que, no período da colheita, ela (a indústria) não pegava financiamento para fazer estocagem.\" Agência Estado
 

Veja tambÉm: