Tecnologias

BIOTECNOLOGIA É ALIADA PARA MAIOR PRODUTIVIDADE

 

postado em 24/02/2010 | Há 8 anos

SAFRAS (24) - A segunda posição do Brasil entre os países com maior área cultivada com sementes transgênicas, divulgada ontem pelo Serviço Internacional para Aquisição de plicações em Agrobiotecnologia (ISAAA), é resultado das escolhas dos agricultores brasileiros, que encontraram na biotecnologia uma importante aliada para aumentar produtividade, reduzir custos de produção e, ainda assim, preservar o meio ambiente.

Quem afirma é Almir Rebelo, presidente do Clube Amigos da Terra de Tupanciretã, região no interior do Rio Grande do Sul que concentra a maior produtividade de milho e soja do país. "Isso é uma conquista nossa, dos produtores, e é motivo de muito orgulho", afirma o líder dos agricultores. "Somos nós, produtores, que decidimos quais tecnologias levar para o campo, e a adoção cada vez maior da biotecnologia vem trazendo resultados cada vez melhores".

Para Rebelo, o Brasil chegou a essa posição porque os cientistas ouviram os agricultores e vêm desenvolvendo as tecnologias de que esses produtores precisam. "O Brasil tem área produtiva, acesso e experiência com grãos. Temos tudo para ser o maior produtor mundial em um futuro não tão distante", observa.

Ele lembra que o CAT defende a adoção de biotecnologia nas lavouras há muitos anos, antes mesmo dos primeiros eventos serem aprovados no Brasil. "Com a primeira aprovação da soja transgênica, em 2005, já vislumbrávamos que alcançar o segundo lugar entre os principais produtores seria questão de tempo.

Desde então, os novos eventos aprovados e a chegada do milho Bt às mãos dos produtores, ano passado, solidificaram essa expectativa", completa. 21,4 milhões de hectares com transgênicos O relatório do ISAAA divulgado ontem mostra que o Brasil plantou, em 2009, 21,4 milhões de hectares com organismos geneticamente modificados (OGM), ultrapassando a Argentina - um crescimento de 35,4% em relação ao ano anterior.

Entre os 25 países que cultivam transgênicos, em primeiro lugar estão os EUA, com 64 milhões de hectares. A soja ainda lidera a área plantada com OGMs: foram 16,2 milhões de hectares cultivados ano passado, 2 milhões a mais que em 2008. Já a área com milho resistente a insetos registrou um aumento de 400% e atingiu 3,7 milhões de hectares em 2009.

O país também possui 145 mil hectares cultivados com algodão transgênico. Sobre o CAT Fundado em 1989, o Clube Amigos da Terra de Tupanciretã é uma associação sem fins lucrativos em defesa do Plantio Direto na Palha e da Biotecnologia, com o objetivo de desenvolver o agronegócio da região e compartilhar as melhores práticas de produção e manejo de lavouras. Possui 83 associados atuantes que representam 100 mil hectares e mais de 300 mil toneladas de grãos produzidos ao ano.

Com cerca de 20 mil habitantes, o município gaúcho de Tupanciretã é um dos pioneiros do Brasil no plantio de soja transgênica. A região é considerada a "capital nacional da soja transgênica". Com informações da assessoria de imprensa da CAT. (AB)

 

Veja tambÉm: