Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira praticamente sem alteração

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira praticamente sem alteração a posição março oscilou entre a máxima de +1,00 pontos e mínima de -1,15 fechando com -0,45 pts.

 

postado em 31/01/2018 | Há 3 semanas

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 450,00 R$ 430,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 450,00 R$ 430,00 Março/2018 121,85 -0,45
Alta Paulista/Paranaense R$ 440,00 R$ 420,00 Maio/2018 124,20 -0,45
Cerrado R$ 455,00 R$ 435,00 Julho/2018 126,55 -0,50
Bahiano R$ 440,00 R$ 420,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7 15%cat R$ 450,00 R$ 440,00 Março/2018 153,85 +0,15
Futuro 2019 - 6/7 15%cat R$ 505,00 R$ 495,00 Setembro/2018 154,50   0,00
Dólar Comercial: R$ 3,1800      

O dólar comercial fechou praticamente estável, com leve alta de 0,01%, cotado a R$ 3,1800. Apesar de subir nas últimas sessões, o dólar termina o mês com desvalorização acumulada de 4,05%. Investidores seguiam atentos ao noticiário em torno das negociações do governo do presidente Michel Temer para aprovar a reforma da Previdência. No exterior, o mercado repercutia a decisão sobre os juros nos Estados Unidos. Juros maiores nos EUA podem atrair para lá recursos aplicados em outras economias, como a brasileira.

O boletim da Somar Meteorologia indica que uma frente fria organiza a umidade da Amazônia e gera elevado acumulado de chuva sobre o Espírito Santo, Zona da Mata, Cerrado e sul da Bahia. Nas últimas 24 horas, choveu até 90 milímetros no sul do Espírito Santo e a expectativa é de que ainda chova mais de 200 milímetros até a terça-feira da próxima semana. Por outro lado, o Paraná, São Paulo e o sul de Minas Gerais entram em um período mais seco e com maior amplitude térmica a partir desta quarta-feira. Na segunda semana de fevereiro, a chuva espalhará por todas as áreas produtoras novamente.

A exportação mundial de café em dezembro de 2017 aumentou 0,7% em relação ao mesmo mês de 2016, de 10,54 milhões de sacas de 60 kg para 10,62 milhões de sacas, informou a Organização Internacional do Café (OIC), em relatório mensal. Os embarques de arábica diminuíram 1,7% no período, de 6,712 milhões de sacas para 6,596 milhões de sacas, enquanto a exportação de robusta (conilon) cresceu 5,1%, de 3,831 milhões de sacas para 4,025 milhões de sacas. Nos três primeiros meses da safra 2017/18 (outubro a dezembro), foram embarcados 28,36 milhões de sacas, queda de 6,7% ante o período anterior (30,40 milhões de sacas). O total de arábica embarcado foi de 18,66 milhões de sacas, ante 19,447 milhões de sacas (queda de 4%). Já a exportação de robusta no período caiu 11,5% (de 10,957 milhões de sacas para 9,701 milhões de sacas). Nos últimos 12 meses encerrados em dezembro de 2017, a exportação de arábica foi de 76,26 milhões de sacas em comparação com 73,61 milhões de sacas no período anterior. O embarque de robusta no período foi de 43,37 milhões de saca ante 46,03 milhões de sacas. Fonte: Via Estadão Conteúdo.

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: