Mercado

Bolsa de Nova York cai mais de 200 pts após 1ª estimativa da Conab para safra 2018/19 nesta 5ª

O mercado chegou a trabalhar em alta pela manhã, mas virou para a o lado vermelho da tabela após os números confirmarem o otimismo que já era visto entre os operadores.

 

postado em 18/01/2018 | Há 1 mese

Acompanhando a primeira estimativa de safra do Brasil feita pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), as cotações futuras do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) fecharam a sessão desta quinta-feira (18) com queda de mais de 200 pontos. O mercado chegou a trabalhar em alta pela manhã, mas virou para a o lado vermelho da tabela após os números confirmarem o otimismo que já era visto entre os operadores.

O contrato março/18 encerrou a sessão cotado a 121,10 cents/lb com queda de 200 pontos, o maio/17 registrou 123,55 cents/lb e recuo de 200 pontos. Já o contrato julho/18 registrou 125,90 cents/lb com baixa de 205 pontos e o setembro/18 anotou 128,25 cents/lb com desvalorização de 205 pontos. Essa queda reverte praticamente todos os ganhos registrados na véspera.

A divulgação da Conab da primeira estimativa safra 2018/19 nesta quinta não surpreendeu tanto o mercado. Operadores já repercutiam nos últimos dias números próximos do que foi estimado. Só foi mesmo uma confirmação do otimismo, mas a queda foi eminente. A autarquia estima a produção brasileira em 2018 entre 54,44 e 58,51 milhões de sacas de 60 kg. Um recorde ainda maior do que o anterior, de 2016, que registrou safra de 51,37 milhões de sacas.

A Companhia atribuiu a alta produção à bienalidade positiva das lavouras e condições climáticas favoráveis para produção nos últimos meses. A colheita de arábica deve ficar entre 41,74 e 44,55 milhões de sacas, com alta de 21,9 a 30,1% ante o período anterior. Já o conilon parte de 12,7 a 13,96 milhões de sacas, superior ao último ano entre 18,4 e 30,2%.

Leia mais no site Notícias Agricolas

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

 

Veja tambÉm: