Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em baixa

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em baixa, a posição março oscilou entre a máxima de +0,65 pontos e mínima de -1,50 fechando com -1,05 pts.

 

postado em 04/12/2017 | Há 1 semana


MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 460,00 R$ 440,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 460,00 R$ 440,00 Março/2018 126,75 -0,80
Alta Paulista/Paranaense R$ 450,00 R$ 430,00 Maio/2018 128,50 -1,05
Cerrado R$ 465,00 R$ 445,00 Julho/2018 132,95 -1,00
Bahiano R$ 450,00 R$ 430,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7 15%cat R$ 475,00 R$ 465,00 Dezembro/2017 160,00 +2,00
Futuro 2019 - 6/7 15%cat R$ 530,00 R$ 520,00 Março/2018 162,60 -0,90
Dólar Comercial: R$ 3,2470      

O dólar comercial fechou em queda de 0,30%, cotado a R$ 3,2470. Investidores acompanhavam os esforços do governo na tentativa de votar a reforma da Previdência ainda neste ano. No exterior, investidores avaliavam os efeitos da reforma tributária do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aprovada pelo Senado no final de semana. A medida pode aquecer a economia e levar o país a subir sua taxa de juros, o que tende a fazer o dólar subir por aqui.

Conforme indica o boletim da Somar Meteorologia, linhas de instabilidade causam chuva sobre a maior parte das áreas de café. Nos próximos sete dias, o acumulado excederá os 100 milímetros no Cerrado, Alta Mogiana e partes do Espírito Santo e Zona da Mata. No sul e Minas Gerais, Paraná e oeste de São Paulo, por outro lado, choverá menos de 50 milímetros. Com o passar de dezembro, a chuva forte passará a acontecer somente sobre o sul da Bahia e norte do Espírito Santo. Isto fará com que a maior parte das áreas de café passe por um período entre 10 e 20 dias com pouca chuva e calor acima do normal.

O volume de recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) liberado aos agentes financeiros atingiu R$ 3,015 bilhões, até 30 de novembro, respondendo por 65,6% do total de R$ 4,598 bilhões solicitados na atual safra cafeeira. As informações são do Conselho Nacional do Café (CNC), com base em dados atualizados do Ministério da Agricultura. Conforme o CNC, do montante recebido pelas instituições, R$ 1,344 bilhão foi destinado para a linha de Estocagem; R$ 642,4 milhões para Custeio; R$ 612,7 milhões ao Financiamento para Aquisição de Café (FAC); e R$ 415,8 milhões para as linhas de Capital de Giro, sendo R$ 221,2 milhões para Cooperativas de Produção, R$ 140,1 milhões para Indústrias de Torrefação e R$ 54,6 milhões para o setor de Solúvel. Fonte: Estadão Conteúdo via Dinheiro Rural.

O Vietnã deve produzir 29,9 milhões de sacas de café verde na safra 2017/18, ante estimativas de produção de 26,7 milhões de sacas em 2016/17, estimou o adido agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) na sexta-feira. As exportações foram estimadas em 25,5 milhões de sacas devido a uma boa safra local, ante estimativa de 25 milhões de sacas exportadas em 2016/17. Chuvas adequadas ao longo da temporada de chuvas aumentaram as perspectivas de uma boa safra de café em 2017/18, disse o adido. Tanto a produção quanto a qualidade estão no geral acima do que na safra anterior, informou o órgão, acrescentando que a umiade está renovando expectativas para uma safra recorde em 2018/19. Fonte: Reuters.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: