Produção

Fazenda Makena produz cafés especiais buscando a sustentabilidade e com uso de organomineral

A Fazenda Makena, localizada na Região do Cerrado Mineiro, município de Patrocínio, vêm desenvolvendo nos últimos anos, trabalhos que buscam a sustentabilidade máxima nos seus processos.

 

postado em 23/11/2017 | Há 3 meses

Marcilésia Oliveira

Fazenda Makena produz cafés especiais buscando a sustentabilidade e com uso de organomineral

 A propriedade possui três atividades principais: Cafeicultura, Confinamento de gado leiteiro e Granja de suínos. Sendo esta última autossuficiente em energia, ou seja, toda a energia utilizada nas granjas é gerada nos próprios biodigestores de dejetos.

Buscando integrar e ampliar a gestão de resíduos para a cafeicultura, a fazenda desenvolveu um composto organomineral para a redução e/ou substituição de uso de agroquímicos na plantação de café. O composto é formado basicamente por: dejetos suínos, dejetos bovinos, Calcário, gesso Agrícola, palha de café, bagaço de cana, palha de arroz. E desta matéria prima utilizada no composto, 88% tem origem na própria fazenda.

Na foto, temos um talhão da Cultivar Tupi RN125 (IBC 12), conduzido com o composto orgânico desde o plantio. Foram usados incríveis 20 toneladas por hectare.  Depois foi conduzido com chorume liquido de Suíno, com 16 litros por metro. Adubação de cobertura 100% organomineral; com 5 adubações de formulados - 4 de 18.02.02 e 1 de 16.08.16. Importante salientar que toda produção de cafés na Fazenda Makena é manejo de sequeiro e o composto já é utilizado em toda a área de cafés.

Quanto à qualidade de bebida, a mesma vêm sendo monitorada, e as prévias têm mostrado bebidas especiais, sendo que o talhão mencionado acima, atingiu médias de 85,00 na metodologia SCAA, na safra 2017/2018.

Saiba mais em www.ourodemakena.com.br

 

Veja tambÉm: