Tecnologias

INCT do Café/UFLA, participa do Inova Minas FAPEMIG 2017

O Programa Inova Minas em sua terceira edição, mostrou resultados de 40 projetos que representam o que é produzido nas universidades e centros de pesquisa do Estado.

 

postado em 26/09/2017 | Há 2 meses

INCT do Café/UFLA, participa do Inova Minas FAPEMIG 2017

Ao todo, foram recebidos 140 pitches (vídeos curtos) dos projetos desenvolvidos. Os trabalhos foram avaliados por uma equipe técnica, que observou critérios como a relevância dos resultados da pesquisa, criatividade na apresentação e a capacidade do pesquisador de explicar o projeto para o público leigo.

O evento realizado em Belo Horizonte, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), com apoio do Sistema Mineiro de Inovação (Simi) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), aconteceu entre os dias 15 e 17 de setembro e contou com a participação dos pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café (INCT Café) da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

De acordo com o Coordenador do INCT do Café, Professor Mário Lúcio Vilela de Resende, foram apresentados os resultados do desenvolvimento de produtos com características funcionais ou cosméticos extraídos de grãos de café arábica e conilon como: cosméticos extraídos do café arábica, ricos em ácido graxos essenciais; cápsulas de café cereja contendo alta concentração de antioxidantes para a prevenção do envelhecimento e aceleração do metabolismo e um produto indutor de resistência em plantas, feito à base de resíduos do cultivo do café que atua como 'vacina' agindo contra fungos e insetos em diversos cultivos, sendo pulverizado nas plantas ativando a defesa das mesmas.

Como explica o presidente da FAPEMIG, Evaldo Vilela, o objetivo da mostra é mostrar que Minas Gerais faz ciência de alta qualidade, que traz impacto para a economia e resulta em oportunidades de renda. “É uma chance para reunirmos o que de melhor fazemos em nossas instituições e mostrar isso para a população. ” Comenta.
 
Mariane Freitas - ASCOM InovaCafé

 

Veja tambÉm: