Produção

Florescem lavouras da safra 2018/19 de café arábica do Brasil, mas clima deve prejudicar pegamento; veja fotos


 

postado em 02/09/2017 | Há 3 semanas

Notícias Agricolas

LOGO nalogo

A primeira florada da safra 2018/19 de café arábica já pode ser vista em algumas regiões produtoras do Brasil, maior produtor e exportador da variedade no mundo, conforme mostram fotos enviadas por produtores ao site Notícias Agrícolas e postadas em redes sociais. As lavouras floresceram por conta das chuvas nas últimas semanas. No entanto, o clima voltou a ficar seco no cinturão do país e o pegamento pode ser prejudicado.

"Tenho 99% de certeza que essa florada não vinga. O clima está muito seco para os cafezais. A previsão era de que no ano que vem a colheita fosse maior do que a desse ano, mas já estamos com medo de que ela seja ainda menor com as lavouras bem prejudicadas. Além disso, a florada está fora da época, a boa mesmo é em novembro", afirma o produtor de café Gustavo Emídio de Bom Jesus da Penha (MG), no Sul de Minas Gerais.

Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Bom Jesus da Penha (MG) - Foto: Maikon Negrão Florada de café arábica em Jacuí (MG) - Foto: Marco Antonio Porto Pimenta

O cinturão produtivo de café do Brasil recebeu chuvas nas últimas semanas que contribuíram para a indução da florada, porém o clima voltou a ficar seco nos últimos dias. "Devido aquela semana que foram registradas chuvas em várias regiões produtoras, a planta entendeu que já poderia florir pois mais chuvas viriam depois, mas isso não aconteceu. É muito difícil dessa florada pegar", ressalta o cafeicultor de Jacuí (MG), Marco Antonio Porto Pimenta.

Mapas climáticos apontam que nos próximos dias uma frente fria avança pelas áreas produtoras de São Paulo e Minas Gerais, mas só diminuirá o calor. Sem previsão de precipitações elevadas. No Paraná, o tempo deve seguir seco e com temperaturas elevadas. As floradas são o primeiro indicativo da produção na safra 2018/19 e o mercado internacional já passa a repercutir o assunto.

De acordo com o analista da Maros Corretora, Marcus Magalhães, as floradas devem ser para o mercado a confirmação de uma boa safra no próximo ano, mas tudo vai depender do clima. "O mercado já trabalha com uma visão positiva para o próximo ciclo produtivo. As floradas são o indicativo que falta para esta percepção. Porém, temos que ter um clima - primavera - dentro da normalidade para que as flores virem frutos", afirma.

Para Magalhães, ao que tudo indica, o mercado do café arábica já precificou as floradas e assim não há motivos para novas derrocadas.

Analistas internacionais chegaram a apontar nas últimas semanas que a próxima safra do Brasil poderia chegar a 60 milhões de sacas de 60 kg de arábica e também conilon, um recorde, já que será de bienalidade positiva e as condições climáticas eram benéficas. A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) estima a produção do país em 2017 em 45,56 milhões de sacas.

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas
 

Veja tambÉm: