Produção

Produtores de café do Sul de MG recebem certificados internacionais de qualidade

 

postado em 27/07/2017 | Há 2 meses

Jornal da EPTV 2ª Edição

Trinta e um produtores de café do Sul de Minas receberam nesta semana certificados internacionais. Quem reconheceu a qualidade dos grãos foi uma empresa holandesa, em parceria com o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). A vantagem para eles é que agora o café poderá ser vendido em um preço bem melhor.

"É uma ajuda você ter um café de qualidade, com certificado de qualidade, ajuda bastante nessa organização e o nome do café, da fazenda, lá fora é mais bem visto", disse o produtor rural Carlos Henrique Pomárico.

Para conseguir a certificação do café é preciso cumprir uma série de exigências. Ao todo, são 28 pré-requisitos especificados pelo IMA para garantir que as fazendas estejam dentro dos padrões. Entre eles, a responsabilidade com o meio ambiente, como preservar cursos d´água e a mata em volta das lavouras. Os apanhadores também precisam ter condições adequadas de trabalho.

"A importância é a melhoria da organização da propriedade, o produtor tem uma condição de melhora na produção, no aspecto do manuseio do produto, da secagem do café e da identificação dos lotes que estão sendo produzidos", disse o chefe do IMA de Poços de Caldas, Vladimir Ferreira.
Produtores de café do Sul de MG recebem certificação de qualidade (Foto: Reprodução EPTV) Produtores de café do Sul de MG recebem certificação de qualidade (Foto: Reprodução EPTV)

Produtores de café do Sul de MG recebem certificação de qualidade (Foto: Reprodução EPTV)

Os padrões internacionais também exigem que cada rua de café seja identificada com um número e todo processo de produção seja registrado, até o momento da secagem e a separação dos grãos. Os cuidados também são para evitar contaminações. Os agrotóxicos são armazenados em um depósito que fica no mínimo a 60 metros de distância da lavoura e das casas.

 

Veja tambÉm: