Consumo

Estudo da Apex apresenta oportunidades de negócios no setor de bebidas quentes nos Emirados

 

postado em 25/07/2017 | Há 4 meses

Comex do Brasil

Ana Cristina Dib 

Brasília – O estudo de mercado para bebidas quentes nos Emirados Árabes Unidos tem dados importantes para quem quer exportar. O material foi produzido pela Euromonitor para a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil). A bebida que mais vende lá é o café. Ele será responsável por 74,2% do consumo de bebidas quentes nos Emirados Árabes Unidos até 2019. E as vendas de café no país árabe devem passar de US$ 774,5 milhões em 2015 para US$ 1 bilhão em 2019.

Além disso, segundo o estudo, os consumidores do país preferem cada vez mais consumir cafés instantâneos, tanto pela praticidade como pelos preços unitários mais baixos. Os jovens de alta renda no país têm cada vez mais se interessado pelo café. O aumento da renda disponível, a população jovem e a globalização são fatores que impulsionam as vendas de bebidas quentes nos Emirados Árabes, ao mesmo tempo em que o aumento no número de estabelecimentos especializados dissemina o conhecimento sobre esses produtos. O consumo de café fresco registrou um crescimento médio anual de 10% entre 2012-2015 nos Emirados Árabes Unidos.

O chá também apareceu no levantamento como uma oportunidade de negócio. Os fabricantes estão introduzindo uma nova gama de sabores para atender aos consumidores que cada vez mais veem o chá como alternativa mais saudável que o café.

Vale a pena destacar que a localização geográfica dos Emirados Árabes é estratégica na região. Os Emirados Árabes Unidos são um centro de reexportação para outros países, inclusive dos produtos café e chá. A economia do país é extremamente aberta ao comércio internacional e eles possuem excelente infraestrutura, o que facilita na hora de distribuir os produtos para outros locais na região.

 

Veja tambÉm: