Mercado

Analise - Colheita do conilon se aproximando do final e a de arábica ganhando ritmo

 

postado em 12/07/2017 | Há 2 meses

Olá pessoal,

Mesmo com a colheita do conilon se aproximando do final e a de arábica ganhando ritmo, o marasmo do mercado físico de café no Brasil acaba sendo rompido apenas pelo noticiário político-econômico.

Por outro lado, voltam a estar presentes os movimentos de substituição do conilon por arábicas baixos nos blends de torrado e moído, além do fluxo de compras das indústrias de solúvel ser reportado como pouco intenso para a época do ano.

Na última semana, as cotações do conilon acompanharam o recuo do arábica, continuando posicionadas cerca de 5% abaixo do café rio (percentual mais alto que a média histórica). De todo modo, ainda não há uma pressão vendedora de arábicas baixo que aponte para um fortalecimento do movimento de baixa do conilon.

Hoje, foi divulgado o relatório de estoques privados da Conab, pronta e fortemente contestado por boa parte da cadeia produtiva, mas, vale ressaltar que, deixando de lado os valores absolutos, o simples fato do volume de ser 27,4 % menor que o apurado em 2016 pode indicar tendência de preços firmes para o conilon no segundo semestre.

Passando ao noticiário político-econômico, a queda do dólar, iniciada pela volta do BACEN ao mercado de câmbio e intensificada, ontem, com a aprovação da reforma trabalhista, ganhou mais corpo, hoje, com a condenação do ex-presidente. Assim, não será de se estranhar um recuo no preço do café. Amanhã, mesmo com a boa alta da bolsa de Londres no dia hoje.

Caso o dólar estivesse mais valorizado, as cotações de Londres teriam potencial para, em breve, até abrir brechas para a exportação de conilon. Com o paulatino fortalecimento do real, essa possibilidade fica mais remota, ou mesmo improvável, antes da entrada da safra vietnamita.

Abraços,

Renato Fernandes

Link Representação
Teixeira de Freitas-BA
Celular/Whatsapp: 73 98802 7943

 

Veja tambÉm: