Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - Bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira praticamente sem alteação

Bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira praticamente sem alteação, a posição setembro oscilou entre a máxima de +0,40 pontos e mínima de -2,30 pts fechando com -0,20 acumulando na semana +3,20 pts.

 

postado em 09/07/2017 | Há 4 meses

 

A b

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 465,00 R$ 445,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 465,00 R$ 445,00 Setembro/2017 128,90 -0,20
Alta Paulista/Paranaense R$ 455,00 R$ 435,00 Dezembro/2017 132,40 -0,20
Cerrado R$ 470,00 R$ 450,00 Março/2018 135,80 -0,25
Bahiano R$ 455,00 R$ 435,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 530,00 R$ 520,00 Setembro/2017 153,10 -0,50
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 575,00 R$ 565,00 Dezembro/2017 158,25 -0,25
Dólar Comercial: R$ 3,2800      

Bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira praticamente sem alteação, a posição setembro oscilou entre a máxima de +0,40 pontos e mínima de -2,30 pts fechando com -0,20 acumulando na semana +3,20 pts.

O dólar comercial fechou em queda de 0,58%, cotado a R$ 3,2800. No cenário interno, a sessão desta sexta-feira foi influenciada por dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos   e pela cautela em relação ao cenário político brasileiro. Resultados fracos sobre o mercado de trabalho norte-americano podem limitar aumentos de juros na maior economia do mundo, segundo investidores. No Brasil, investidores estavam cautelosos em meio à pressão cada vez maior dentro do PSDB para deixar a base de apoio do presidente Michel Temer, denunciado por crime de corrupção passiva após delações de executivos do grupo J&F. Além disso, crescem as articulações para que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assuma o lugar de Temer.

Conforme indica o boletim da somar Meteorologia, a umidade que vem do mar causa chuva fraca no Espírito Santo, Zona da Mata de Minas Gerais e sul da Bahia por pelo menos sete dias. Por outro lado, no Paraná, São Paulo, sul de Minas Gerais e Cerrado, o tempo permanecerá seco neste período. A temperatura continua estável sem potencial para geadas. Por enquanto, a próxima frente fria com condições para trazer chuva para a porção sul das áreas produtoras aparecerá somente no início da segunda quinzena de julho.

A Comissão Nacional de Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) debateram a promoção comercial do café brasileiro no mercado internacional. “Abriu-se uma possibilidade de parceria entre a CNA, as Federações estaduais e a Apex-Brasil. Isso pode abrir portas para que os cafeicultores brasileiros busquem preços e oportunidades melhores de negócios no exterior”, afirmou o presidente da Comissão, Breno Mesquita. Uma das ações previstas pelas entidades é trazer investidores e compradores estrangeiros para a Semana Internacional do Café (SIC), que acontece entre os dias 25 a 27 de outubro, em Belo Horizonte. “Que esse encontro possa promover a comercialização direta, sem intermediários, entre produtor e comprador. Esse tipo de negócio favorece os produtores de café, já que estes conseguem vender seus grãos a preços melhores”, disse Breno.   Cenário – De acordo com o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), o Brasil exportou mais de 2 milhões de sacas de café em maio, aproximadamente 10% a mais em relação ao mês de abril. Fonte: CNA.

Bureau de Inteligência Competitiva do Café informa que o Relatório de Tendências v.6 n.05 está disponível para leitura e download em http://www.icafebr.com.br/publicacao2/v.6%20n.05.pdf ou em www.icafebr.com.br . Neste número, você encontrará informações sobre a volta da Ferrugem em Honduras- onde uma variedade de café famosa por ser resistente à ferrugem passou a ser suscetível. Os pesquisadores trabalham com duas hipóteses para o fenômeno. Lavazza planeja crescimento - A maior torrefadora da Itália decidiu comprar outras empresas para crescer. A estratégia aumenta ainda mais a competitividade do setor. Franquias de cafeteria em alta no Brasil – Redes de cafeterias criadas por brasileiros crescem em faturamento e número de lojas. A tendência confirma o bom momento do mercado de cafés especiais.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: