Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira em alta

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira em alta, a posição setembro atingiu a máxima de +3,50 pontos fechando com +2,30 pts.

 

postado em 05/07/2017 | Há 2 semanas

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 470,00 R$ 450,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 470,00 R$ 450,00 Setembro/2017 130,00 +2,30
Alta Paulista/Paranaense R$ 460,00 R$ 440,00 Dezembro/2017 133,40 +2,30
Cerrado R$ 475,00 R$ 455,00 Março/2018 136,80 +2,20
Bahiano R$ 460,00 R$ 440,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 535,00 R$ 525,00 Setembro/2017 154,65 +3,40
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 580,00 R$ 570,00 Dezembro/2017 159,55 +3,05
Dólar Comercial: R$ 3,2930      

 O mercado interno teve um dia movimentado com produtores mais ativos nas vendas de futuros.

O dólar comercial fechou em queda de 0,53%, cotado a R$ 3,2930. No cenário interno, o mercado estava de olho no cenário político e em novos desdobramentos para as reformas no Congresso Nacional. No cenário externo, investidores também estavam de olho na ata do Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA), divulgada nesta tarde. O documento sugere que a entidade tem dúvidas sobre o cenário para a inflação e como ela pode afetar o ritmo de alta de juros no país.

Conforme indica o boletim da Somar Meteorologia, esta última noite voltou a ser fria em áreas de café do sul de Minas Gerais e em parte do Estado de São Paulo, mas novamente sem riscos ou formação de geadas. As temperaturas chegaram aos 8, 9C em algumas localidades do sul de Minas Gerais. Com o afastamento da massa de ar polar para o alto Mar, aos poucos as temperaturas entram em elevação, mais rapidamente no período das tardes e gradativamente durante as madrugadas. Com relação ao tempo, nada muda nos próximos dias. Enquanto que o Espírito Santo, Zona da Mata e sul da Bahia têm chuva fraca, o Paraná, São Paulo e o oeste e sul de Minas Gerais passam por um período de tempo seco. Por enquanto, a próxima frente fria com condições para trazer chuva para a porção sul das áreas produtoras aparecerá somente no início da segunda quinzena de julho. Nesse período, as temperaturas seguem em elevação.

Será realizado entre os próximos dias 10 e 12 de julho em Medellín na Colômbia o Primeiro Fórum Mundial de Produtores de Café, informou a Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia (FNC). O Primeiro Fórum Mundial de Produtores de Café está sendo organizado pela FNC. O evento deve reunir cerca de 500 representantes de países cultivadores de produtos para discutir medidas para garantir a sustentabilidade econômica do setor. Segundo a Organização Internacional do Café (OIC), cerca de 125 milhões de pessoas, na grande maioria pequenos agricultores, vivem da produção de café em países em desenvolvimento da África, Ásia e América Latina. Entre os assuntos que serão tratados estão o investimento sustentável para os cafeicultores, o risco da mudança climática para os produtores e as perspectivas de cultivo de crescimento mundial do consumo. Para maiores informações acessem https://www.worldcoffeeproducersforum.com/pt/ .

O Instituto Biológico (IB), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, promoverá o minicurso “Importância e Controle dos Nematoides e Doenças do Cafeeiro no Brasil”, nos dias 9 e 10 de outubro de 2017, no Centro Experimental Central do Instituto Biológico, Alameda dos Vidoeiros – Bairro Gramado, Campinas. O curso tem como objetivo capacitar engenheiros agrônomos e outros profissionais do meio agrícola ligados à cultura do café. O programa do curso constará basicamente de informações sobre o histórico e importância dos nematoides parasitos do cafeeiro no Brasil; identificação das espécies de Meloidogyne e Pratylenchus, sintomas, danos e controle dos nematoides parasitos do cafeeiro; caracterização das principais doenças do cafeeiro, e informações do programa de melhoramento de café visando à seleção de cafeeiros com resistência a nematoides e doenças. Para a realização desse treinamento, O Instituto Biológico conta com apoio da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz – ESALQ-USP, Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola – FUNDAG e Instituto Agronômico – IAC, parceiros do Consórcio Pesquisa Café coordenado pela Embrapa Café. Mais informações: Instituto Biológico (19) 3251-0327 e marcelo@biologico.sp.gov.br . Confira a programação completa do Minicurso do Instituto Biológico em: http://fundag.br/novo/curso-import-e-controle-dos-nematoides-e-doencas/ . Via CNC.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: