Produção

Plataforma Global participa do primeiro Fórum Mundial dos Produtores de Café

Annette Pensel e Carlos Brando estarão na Colômbia para evento de 10 a 12 de julho

 

postado em 04/07/2017 | Há 3 meses


Diretora-executiva da Plataforma Global do Café (GCP), a alemã Annette Pensel é uma das painelistas do 1º Fórum Mundial dos Produtores de Café, em Medellín, de 10 a 12 de julho. A GCP também estará representada pelo consultor internacional Carlos Brando, diretor da P&A, coordenadora do Programa Brasil de Sustentabilidade, iniciativa da Plataforma que busca a promoção de práticas sustentáveis na cafeicultura nacional.

Annette estará no painel “Sustentabilidade Econômica do Produtor de Café”, dia 11, das 13h45 às 15h, ao lado do Deputado Federal Silas Brasileiro, Presidente Executivo do Conselho Nacional do Café e outras lideranças internacionais. Nomes importantes do cenário político, econômico e agrícola mundial têm presença confirmada no evento colombiano, como o presidente anfitrião, Juan Manuel Santos, o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, o economista norte-americano Jeffrey Sachs, o brasileiro José Dauster Sette, Diretor-executivo da Organização Internacional do Café, e o presidente da illycaffè, Andrea Illy. Para mais informações, acesse https://www.worldcoffeeproducersforum.com/pt/.

 

Pedro Ronca, Annette Pensel e Carlos Brando, da Plataforma Global do Café

A diretora-executiva da GCP esteve no Brasil recentemente, para compromissos como a reunião do Conselho Consultivo Nacional da entidade e o 7º Coffee Dinner & Coffee Summit, evento realizado pelo Cecafé, em São Paulo. Saiba mais sobre a Plataforma e o seu programa no Brasil nos parágrafos abaixo:

A Plataforma Global do Café (GCP, da sigla em inglês) é uma associação internacional multistakeholder com mais de 200 membros de todos os segmentos da cadeia produtiva do café e atuação em 8 países produtores que desenham suas próprias estratégias no campo da sustentabilidade. A GCP tem como visão um setor cafeeiro sustentável que ofereça boas condições de vida para agricultores e trabalhadores e assegure a oferta futura enquanto protege os recursos naturais. No Brasil, onde está mais consolidada e atuante, ela age via Conselho Consultivo Nacional (CCN), instância política que estabelece estratégias e valida iniciativas, e Grupo de Trabalho Brasil (GTB), instância técnica, responsável pela proposição e desenvolvimento das ações. A coordenação do Programa Brasil e o secretariado da Plataforma no país cabem à empresa P&A. Os projetos no Brasil são implementados por meio de uma ampla rede de parceiros e com uma abordagem participativa e colaborativa. Saiba mais em http://www.globalcoffeeplatform.org/pt/.

Parte das ações da Plataforma Global do Café, o Programa Brasil de Sustentabilidade estimula e difunde, desde 2012, práticas sustentáveis na cafeicultura, visando a que os produtores tenham mais benefícios econômicos, sociais e ambientais, assim como a cadeia como um todo. Sua principal referência é o Currículo de Sustentabilidade do Café (CSC),que vem sendo disseminado por parceiros do programa, comoserviços de extensão, cooperativas, exportadores e centros de ensino, nos principais estados produtores de café (MG, ES, SP, RO, PR e BA). Com foco no pequeno e no médio produtor, o programa tem proporcionado o alinhamento de iniciativas que aconteciam isoladamente e a busca por sinergias com fortalecimento das parcerias. Além do treinamento de mais de 1.500 técnicos – multiplicadores –, projetos como o Produtor Informado, em parceira com o Cecafé, já capacitaram 1.460 pequenos produtores em 2016 e podem atingir mais 1.500 em 2017, associando inclusão digital com sustentabilidade. Diversas outras ações complementares são realizadas para aumentar o número de produtores aplicando as práticas sustentáveis.

 

Veja tambÉm: