Mercado

Café arábica encerra 3ª em queda na Bolsa de Nova York

O mercado do café encerrou em baixa nesta terça-feira (13) na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group).

 

postado em 13/06/2017 | Há 2 semanas

 Sem grandes mudanças nos padrões das cotações, os primeiros vencimentos continuam respeitando o intervalo entre US$1,25/lb e US$1,30/lb.

Julho/17 encerrou com queda de 120 pontos, a 126,40 cents/lb. Para setembro/17, a queda foi de 115 pontos, a 128,65 cents/lb. Dezembro/17 teve queda de 120 pontos, a 132,10 cents/lb e março/18, queda de 125 pontos, a 135,55 cents/lb.

O analista Marcus Magalhães, da Maros Corretora, apontou pela manhã que as bolsas internacionais estão lentas, sem um fato novo que impulsione as cotações a curto prazo.

Há uma pressão baixista também a respeito das estimativas da Comexsim de que a colheita brasileira deve cair para 31 milhões de sacas.

O portal Agrimoney destacou hoje, também que os fundos tendem a retirar seus investimentos em commodities, de acordo com uma pesquisa mensal do Bank of America, revertendo para outros setores como dinheiro e serviços.

Essa tendência reflete o pessimismo nos preços das commodities e expectativas baixas para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.

O dólar encerrou a terça-feira em baixa, mas ainda na casa dos R$3,30, a R$3,3083. A Reuters aponta que este movimento ainda sinaliza uma manutenção de cautela frente ao momento político, mesmo após o PSDB não ter abandonado o governo de Michel Temer até então.

Mercado interno

O café tipo 4/5 apresentou queda de -0,64% em Poços de Caldas (MG), a R$463,00 e de -1,05% em Franca (SP), a R$470,00. Em Varginha (MG), não houve variação, a R$465,00.

Para o café tipo cereja descascado, -1,96% em Guaxupé (MG), a R$500,00 e -1,04% em Varginha (MG), a R$475,00. Guaxupé continua anotando a melhor cotação das praças analisadas.

No café tipo 6 duro, houve valorização de +2,33% em Vitória (ES), a R$440,00. Enquanto isso, Guaxupé (MG) teve queda de -1,08%, a R$460,00.

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

 

Veja tambÉm: