Produção

DICA ABIC: O que são os selos de certificações do café torrado e moido?

Quarta-feira, 24 de maio, é o Dia Nacional do Café. Para comemorar a ABIC reuniu uma série de dicas sobre como comprar, armazenar e preparar um excelente café coado ou filtrado em casa.

 

postado em 23/05/2017 | Há 1 mese

O que são os selos de certificações?

Uma boa orientação para o consumidor são os certificados estampados nas embalagens. A ABIC possui um Programa de Autorregulamentação que monitora, por meio de coletas nos pontos e vendas e de análise em laboratórios autorizados, mais de 3.000 marcas por ano. Somente após esse processo a indústria associada à ABIC recebe autorização para estampar o Selo de Pureza, que atesta que o produto é puro e que atualmente certifica 1.019 marcas; os selos das categorias Extraforte, Tradicional, Superior e Gourmet do PQC – Programa de Qualidade do Café (que já conta com 700 marcas), e o selo do Programa Cafés Sustentáveis do Brasil.

As categorias dos produtos do PQC são determinadas após análise sensorial, feita em laboratório, da Qualidade Global do café na xícara, quando especialistas pontuam notas em uma escala de 0 a 10, sendo que o nível mínimo de qualidade é 4,5 pontos (abaixo disso, não é um produto recomendável para consumo).

Cafés Tradicionais ou Extrafortes são indicados para o consumo do dia-a-dia, com custo menor. São comparáveis aos vinhos de mesa, que tem qualidade regular, mas preço menor, para o consumo diário. São constituídos de cafés arábica, robusta/conilon ou blendados. (A nota de Qualidade Global fica na faixa de 4.5 a 5.9 pontos).

Os cafés Superiores têm qualidade boa e sabor mais acentuado. São comparáveis aos vinhos superiores, que estão na escala intermediaria de qualidade, melhores que os Tradicionais e/ou Extrafortes e com valor agregado. São constituídos de cafés arábica, ou blendados com robusta/conilon. (Nota de Qualidade Global na faixa de 6.0 a 7.2 pontos).
Já os Cafés Gourmets são excelentes, exclusivos e de alta qualidade, com sabor e aroma mais suaves por causa da seleção dos grãos. Também é possível perceber notas frutais, achocolatadas e de nozes. São comparáveis aos vinhos mais finos, mais raros e de alta qualidade. (Nota de Qualidade Global na faixa de 7.3 a 10).          

Essas mesmas categorias podem também ser certificadas no Programa Cafés Sustentáveis do Brasil, cujo selo atesta produtos com rastreabilidade assegurada desde a produção até a industrialização. Os cafés são produzidos com os grãos provenientes de fazendas certificadas quanto à sua produção sustentável, que preservam o meio ambiente e respeitam o produtor, e o processo de industrialização é auditado quanto às boas práticas de fabricação.


 

 

Veja tambÉm: