Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em baixa

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima de +0,55 pontos e mínima de -1,85 fechando com -1,50 pts.

 

postado em 15/05/2017 | Há 4 meses

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 455,00 R$ 435,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 455,00 R$ 435,00 Julho/2017 133,45 -1,50
Alta Paulista/Paranaense R$ 445,00 R$ 425,00 Setembro/2017 135,80 -1,50
Cerrado R$ 460,00 R$ 440,00 Dezembro/2017 139,20 -1,45
Bahiano R$ 445,00 R$ 425,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.  
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 525,00 R$ 520,00 Setembro/2017 162,85 -1,35
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 565,00 R$ 555,00 Dezembro/2017 166,25 -1,90
Dólar Comercial: R$ 3,1060    

O dólar comercial fechou em queda de 0,58%, cotado a R$ 3,1060. No mercado interno, investidores continuam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência no Congresso. Em entrevista a rádios regionais nesta segunda-feira, o presidente Michel Temer afirmou que o objetivo do governo é votar a proposta até a primeira semana de junho, e que só levará o texto para o plenário da Câmara dos Deputados quando tiver entre 320 e 330 votos garantidos (são necessários ao menos 308 votos, em dois turnos). Além disso, o governo trabalha politicamente para garantir a votação da reforma trabalhista na Senado. O próprio presidente já pediu que a bancada do seu partido, o PMDB, ajude a acelerar a tramitação da matéria na Casa. No exterior, o avanço nos preços do petróleo colaborava com o clima de otimismo no mercado.

Conforme boletim da Soma Meteorologia, linhas de instabilidade movem-se pelas Regiões Sudeste e Centro-Oeste e causarão pancadas isoladas de chuva sobre o Cerrado de Minas Gerais e sul da Bahia até a quarta-feira. Entre quinta-feira e domingo, um sistema de baixa pressão trará chuva mais intensa e abrangente ao Paraná, São Paulo e sul de Minas Gerais.

O trabalho de pesquisa no desenvolvimento de cultivares de café desempenhado pelo Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, será reconhecido pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), que entregará uma homenagem durante a 7ª edição do Coffee Dinner & Coffee Summit. O evento será realizado nos dias 8 e 9 de junho de 2017, em São Paulo. A homenagem foi comunicada ao secretário Arnaldo Jardim, que recebeu em seu gabinete, no dia 12 de maio de 2017, o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, acompanhado dos diretores geral Marcos Matos e técnico da entidade, Eduardo Heron. A programação do evento contará com fórum de debates, homenagens e painéis sobre perspectivas macroeconômicas, desafios do abastecimento e fluxo do consumo mundial, com produtores, clientes e representantes de entidades do segmento. “Não há nada mais tradicional e histórico para o café do que o IAC, que foi fundado pelo Imperador Dom Pedro II, e precisa ser reconhecido, inclusive internacionalmente. Todas as variedades genéticas que hoje são aprimoradas por institutos de pesquisa nacionais foram desenvolvidas pelo Agronômico”, ressaltou Carvalhaes. “Este é um importante reconhecimento para a pesquisa paulista e nos deixa muito felizes, porque a história do IAC se confunde com a da agropecuária e cafeicultura paulistas. Aproximar o conhecimento gerado pela pesquisa do setor produtivo é uma das diretrizes do governador Geraldo Alckmin para a Pasta”, afirmou o secretário. A reunião também foi acompanhada pelo secretário-executivo das Câmaras Setoriais e assessor do gabinete, Alberto Amorim, e o diretor geral do Instituto de Economia Agrícola (IEA), Celso Vegro. Fonte: Secretaria de Agricultura de SP via Noticias Agricolas.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: