Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ N.Y. finalizaram a sexta-feira em alta

As operações em N.Y. finalizaram a sexta-feira em alta, a posição julho oscilou entre a mínima de -0,60 pontos e máxima de +1,40 fechando com +0,70 acumulando na semana -0,75 pts.

 

postado em 12/05/2017 | Há 2 meses

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 455,00 R$ 435,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 455,00 R$ 435,00 Julho/2017 134,95 +0,70
Alta Paulista/Paranaense R$ 445,00 R$ 425,00 Setembro/2017 137,30 +0,65
Cerrado R$ 460,00 R$ 440,00 Dezembro/2017 140,65 +0,70
Bahiano R$ 445,00 R$ 425,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.  
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 525,00 R$ 520,00 Setembro/2017 164,20 +0,25
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 565,00 R$ 555,00 Dezembro/2017 168,15 +0,90
Dólar Comercial: R$ 3,1240    

O dólar comercial fechou em queda de 0,63%, cotado a R$ 3,1240. Com isso, o dólar termina a semana com desvalorização acumulada de 1,61%. No cenário interno,   o presidente Michel Temer completa um ano no poder. Neste período, o dólar acumula queda de 9,33%. Em 11 de maio de 2016, um dia antes de Temer assumir interinamente, a moeda valia R$ 3,446. Durante evento em Brasília, o presidente afirmou que o país está voltando a crescer e defendeu a aprovação das reformas trabalhista e da Previdência. Esta última é considerada por investidores como essencial para equilibrar as contas públicas.

Conforme indica o boletim da somar Meteorologia, a passagem de um ciclone extratropical pelo Brasil levará chuva com baixo acumulado ao Paraná, São Paulo e Triângulo Mineiro neste fim de semana. Na próxima semana, a chuva prosseguirá e se tornará mais intensa sobre o Paraná, São Paulo, sul de Minas Gerais, Triângulo Mineiro, Zona da Mata e sul do Espírito Santo. De acordo com o membro de controle da simulação americana GFS, o acumulado deverá superar 130 milímetros na divisa de São Paulo com o Paraná, região que recebe algo entre 50 e 100 milímetros ao longo de todo o mês de maio, de acordo a climatologia. Não há previsão de frio intenso pelos próximos dez dias.

A produção de café na Colômbia já está em 4,4 milhões de sacas de 60 kg levando em conta os meses de janeiro a abril, uma alta de 4,8% em comparação com o mesmo período de 2016 (4,2 milhões de sacas), segundo dados reportados na segunda-feira (9) pela FNC (Federação Nacional dos Cafeicultores). O país é o maior produtor mundial de café arábica lavado suave do mundo. Como resultado de floradas atrasadas, a produção de café em abril caiu 20%, atingindo um total de 834 mil sacas. O pico da colheita, no entanto, deverá acontecer a partir de meados de maio, de acordo com a federação colombiana. Até o momento, no ano-safra (iniciado em outubro de 2016), a produção colombiana de café aumentou 5,1%, atingindo 8,8 milhões de sacas. Já levando em conta os últimos 12 meses (maio de 2016 a abril de 2017), a produção chega a 14,4 milhões de sacas, o que representa uma queda de 0,8% em comparação com as 14,5 milhões de sacas produzidas durante o mesmo período anterior. Exportações - As exportações de café da Colômbia em abril totalizaram 936 mil sacas de 60 kg, uma alta de 1% em relação a abril de 2016. De janeiro a abril, já somam mais de 4,4 milhões de sacas embarcadas pelo país, um avanço de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Nos últimos 12 meses (maio de 2016 a abril de 2017), as exportações de café alcançaram 13 milhões de sacas, o mesmo volume registrado entre maio de 2015 e abril de 2016. Até agora, neste ano-safra (outubro de 2016 a abril de 2017), as exportações cresceram 9%, atingindo mais de 8,4 milhões sacas. Fonte: Notícias Agrícolas.

Conforme cronograma da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está prevista para o próximo dia 18 de maio a divulgação do segundo levantamento da safra 2017 de café. No primeiro levantamento, de janeiro, a produção foi estimada entre   43,65 e 47,51 milhões de sacas de 60 quilos do produto beneficiado, somadas as espécies arábica 35,01 e 37,88 milhões sacas e conilon estimada entre 8,64 e 9,63 milhões de sacas.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: