Mais Café

Cafeína, uma verdadeira aliada quando o assunto é produtividade

Quem nunca recorreu ao bom e velho cafezinho pela manhã para dar aquele up depois de uma noite de sono mal dormida?

 

postado em 04/05/2017 | Há 7 meses

A Tribuna - Santos - Online | 01/05/2017 14:56:00

Ou para ter disposição depois de um dia cheio que ainda está longe de chegar ao fim?

A cafeína, para muitos, é uma verdadeira alidada quando o assunto é produtividade. E hoje, há no mercado uma série de opções de alimentos que são feitos à base da substância e que podem auxiliar na melhora do rendimento.

O problema, porém, é que mesmo com tantos “benefícios” para o organismo, o consumo da cafeína também deve ser moderado. Isso porque, em curto prazo, deixa de servir apenas como um estimulante cerebral e passa a causar dependência, provocando ainda o aceleramento dos batimentos cardíacos, o aumento do fluxo urinário e a produção de ácidos digestivos.

A nutricionista Karina Abbud faz ainda mais um alerta: “quando a cafeína é consumida regularmente, o organismo passa a desenvolver certa tolerância aos seus efeitos. “ Logo, você não notará mais esses benefícios e quando estiver em abstinência dessa substância, por um período razoável, poderá ter como efeitos dores de cabeça, irritação, entre outros sintomas”, explica.

Em geral, segundo a especialista, um copo de café possui, em média, entre 95 e 200 miligramas de cafeína. Por isso, para os adeptos da bebida, o ideal é que se consumo não ultrapasse dois copos por dia, já que o consumo diário de cafeína não deve ultrapassar 400 mg, segundo a Organização Mundial de Saúde. “Portadores de arritmia cardíaca também deve evitar até mesmo dosagens moderadas, ainda que eventuais, dessas substâncias”.

Além do próprio café, a cafeína também está presentes em bebidas energéticas, em chás e até mesmo no chocolate meio amargo. Ela também é encontrada em bebidas industrializadas, como refrigerantes a base de cola e guaraná.

Confira abaixo a quantidade de cafeína encontrada em cada alimento:

 

    Café coado tem entre 95 a 200 miligramas de cafeína;
    Café instantâneo tem 60 a 120 miligrama;
    Café expresso tem de 40 a 75 miligramas;
    Chá Mate: uma xícara contém em média 20 a 30 miligramas;
    Chá verde: uma xícara contém de 25 a 40 miligramas;
    Chá preto: uma xícara contém de 15 a 60 miligramas;
    Uma xícara de cacau pode ter 3-50 miligramas de cafeína;
    100g de chocolate ao leite podem conter de 3 a 30 miligramas;
    100g de chocolate amargo pode ter 15-70 miligramas de cafeína;
    Coca-Cola: um copo de 350ml contém cerca de 30 a 35 mg de cafeína;
    Coca-Cola zero: um copo de 350ml contém 35 miligramas de cafeína;
    Guaraná: um copo de 350 mililitros contém 2 miligramas de cafeína;
    Achocolatados em geral: a medida de 250ml possui cerca de 4 a 5 miligramas de cafeína.

 

Veja tambÉm: