Tecnologias

MODO DE USO DE ADUBOS ORGÂNICOS EM CAFEZAIS Por José Braz Matiello

Os adubos orgânicos apresentam importantes vantagens no seu uso em lavouras de café.

 

postado em 13/04/2017 | Há 1 mese

MODO DE USO DE ADUBOS ORGÂNICOS EM CAFEZAIS Por José Braz Matiello

J.B. Matiello - Eng Agr Fundação Procafé

Os adubos orgânicos apresentam importantes vantagens no seu uso em lavouras de café. Porem, como os demais insumos, eles devem ser usados de modo correto, para que ofereçam o melhor retorno. A aplicação em cobertura, junto às plantas tem sido o modo mais favorável. As principais fontes de matéria orgânica, disponíveis nas regiões cafeeiras, têm sido a palha de café, o esterco de curral e compostos com ele e o esterco de galinha. Esses adubos orgânicos têm duas funções principais – a) fornecer nutrientes às plantas (macro e micronutrientes), liberados de forma gradual e, assim, com melhor aproveitamento e b) melhorar as condições físicas e biológicas do solo.

No passado, o modo de uso dos estercos e palhas, em lavouras de café, era mais indicado na forma enterrada. Mas, os trabalhos de pesquisa em seguida, mostraram que não há necessidade de enterrio e o uso em cobertura deu até melhores resultados, com a vantagem na facilidade de aplicação dos adubos. Esse modo mais eficiente, em cobertura, também se aplica aos adubos químicos. Os resultados apresentados na tabela 1 mostram maior eficiência produtiva em cafeeiros sob modo de aplicação de - palha de café, esterco de curral e adubo químico, na comparação entre aplicação enterrada e em cobertura.

Nos cafezais adultos o emprego dos orgânicos em cobertura, junto e sob a saia dos cafeeiros, favorece seu aproveitamento pela boa condição de umidade e de grande quantidade de micro-organismos ali presentes. Alem disso, os nutrientes são liberados junto à maior concentração de raízes das plantas.

Nos cafezais jovens, principalmente na fase de implantação da lavoura, a tradição dos produtores e técnicos tem levado a um maior uso dos orgânicos dentro do sulco/cova de plantio. Essa é uma indicação menos adequada, pois os adubos orgânicos possuem, nessa fase, a função de proporcionar um arranque no desenvolvimento inicial dos cafeeiros. Colocados em mistura com a terra do sulco, os orgânicos acabam ficando longe das raízes das plantas de café jovens, ainda restritas, assim não atendendo bem às suas funções. A colocação dos adubos em cobertura, alem de poder localiza-los mais junto às plantas jovens, cumpre a função de cobertura morta, preservando umidade no solo.

Em resumo, o adubo orgânico deve, em qualquer situação de lavoura, ser usado onde se encontra a maior parte do sistema radicular dos cafeeiros, este capaz de aproveitar os efeitos benéficos desse insumo, seja como nutricional, seja como efeito físico e biológico.

Tabela 1- Produtividade em cafeeiros(em sacas por ha), na média de 3 safras iniciais, sob efeito de modos de aplicação de palha de café, esterco de curral e adubo químico em cafeeiros, com aplicação no plantio e em 5 anos seguintes . Martins Soares-MG,



 

Veja tambÉm: