Produção

Portfólio da Jacto atende limites de emissões de gases poluentes

Pulverizadores e colhedoras Jacto já estão adequados à fase do PROCONVE MAR-1 que, a partir de 1º de janeiro de 2017, estabelece limites de emissões de gases poluentes de motores de máquinas agrícolas com potência igual ou superior a 75 kW (101 cv) até 56

 

postado em 22/03/2017 | Há 6 meses

O portfólio de pulverizadores automotrizes e colhedoras Jacto já está em conformidade com a fase do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE) MAR-1, que estabelece limites de emissões de gases poluentes para máquinas agrícolas e rodoviárias, de acordo com a Resolução CONAMA 433/2011.

A norma estabelece que a partir de 1º de janeiro de 2017 todos os motores a diesel destinados às máquinas agrícolas novas, nacionais ou importadas, com potência igual ou superior a 75 kW (101 cv) até 560 kW (761 cv), devem estar adequados aos limites de emissão de gases poluentes. É uma legislação similar à norte-americana Tier 3 ou à europeia Stage IIIA.

A nova legislação MAR-1 define limites de emissões dos poluentes monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (HC), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado (MP). Se comparada com motores não certificados ou não regulamentados, a redução da poluição de material particulado da fase MAR-1 pode chegar a 85% e a de NOx até 75%. Para serem atendidos, os novos limites de emissões da fase MAR-1 exigem, além de modificações nos motores, a utilização de diesel com teor de enxofre reduzido.

“Os motores desenvolvidos para atender a regulamentação MAR-1, dependendo da potência, podem ser governados eletronicamente ou não. Dessa forma a Jacto, em parceria com os fornecedores, analisou para cada modelo de máquina, o melhor motor a ser utilizado, visando um conjunto de soluções que pudessem permitir a redução de poluentes e otimizar o desempenho.  A preparação da Jacto para os motores eletrônicos começou em 2012, com o lançamento do pulverizador automotriz UNIPORT 3030. Passamos por um período de aprendizado, mas muito importante para chegarmos hoje e podermos dizer que estamos prontos para essa mudança”, explica Paulo Henrique Guirao, Gerente de Produtos da linha de Pulverizadores Automotrizes e Adubadoras da Jacto.

No caso da Jacto, a integração do motor diesel eletrônico com a transmissão possibilitou um melhor desempenho, com menos emissões de poluentes. Esse recurso está disponível nos modelos de pulverizadores Uniport 2530, 3030 e 4530. Esse fato, aliado a questões como peso e curvas adequadas de potência, torque e consumo específico, possibilitaram a redução no consumo de combustível em até 35%, quando comparado com as principais máquinas do mercado.

“Além dos benefícios da redução de poluentes e consumo de combustível, os novos motores abrem oportunidades para máquinas cada vez mais inteligentes e conectadas, monitoramento das operações e diagnósticos de falhas on-line, diminuição de ruído, facilidades na operação, melhorias no desempenho, maior confiabilidade e durabilidade”, complementa Guirao.

O modelo Uniport 4530, adequado à fase do PROCONVE MAR-1, possui motor diesel com 243 cv, reservatório de 4500 litros e barras de pulverização de 36 metros. É a primeira máquina desse porte no Brasil. Apresenta excelente rendimento operacional, pulverizando até 80 hectares por hora, com aumento do rendimento operacional em até 30% e redução do amassamento em até 17%, quando comparado com máquinas de reservatório de 3.000 litros e barras de 32 metros.

Outro modelo é o Uniport 2530, também adequado à fase do PROCONVE MAR-1. Foi formatado para trabalho nas mais diversas condições de terreno, pulverizando em rampas de até 30%. É uma máquina leve, com potência de 198 cv e baixo consumo de combustível. Possui reservatório de 2500 litros e 30 metros de barra. O vão livre fixo é de 1,60 metros e chassis possui alta flexibilidade e resistência para as mais diversas condições de terreno. 

 

Veja tambÉm: