Produção

Produtor fica animado com produtividade de café clonal ao visitar lavoura em Alvorada do Oeste

Eu fiz todo esforço para vir aqui hoje. Não podia deixar de vir. Depois que cheguei aqui, e vi esta lavoura, fiquei muito animado. Vou voltar para casa entusiasmado e trabalhar mais para fazer a minha lavoura produzir desse jeito”.

 

postado em 16/03/2017 | Há 7 meses

Ariquemes Online

Produtor fica animado com produtividade de café clonal ao visitar lavoura em Alvorada do Oeste

Produtor fica animado com produtividade de café clonal ao visitar lavoura em Alvorada do Oeste

16/03/2017  - Eu fiz todo esforço para vir aqui hoje. Não podia deixar de vir. Depois que cheguei aqui, e vi esta lavoura, fiquei muito animado. Vou voltar para casa entusiasmado e trabalhar mais para fazer a minha lavoura produzir desse jeito”. Foi o que disse Abílio Gaudêncio, produtor rural do município de Vilhena, que juntamente com outros 27 produtores do município foi beneficiado com mudas de café clonal distribuídas pelo governo do estado, ao participarem do intercâmbio de capacitação em Alvorada do Oeste, que teve por objetivo levar aos produtores técnicas e boas práticas de manejo na condução da lavoura cafeeira.

O evento ocorreu na propriedade de Dionísio Alves Moreira, que cultiva 55 hectares de lavoura de café, com expectativa média de produção de 100 sacas por hectares nesta safra. “Viemos e plantamos. Erramos, mas não desistimos, e hoje contamos com a assistência técnica da Emater-RO [Empresa Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural].  Estamos aumentando a produtividade das nossas lavouras com a substituição da lavoura antiga pelo café clonal”, contou Dionísio.

Segundo o gerente regional da Emater-RO, Luciano Brandão, a empresa vem realizando o treinamento da equipe técnica para capacitação dos produtores que receberam as mudas de café clonal. “Todos os produtores que receberam mudas de café clonal em nossa regional foram e estão sendo acompanhados quanto às boas práticas de manejo na condução e produção das lavouras cafeeiras”, explicou Brandão.

Para o secretário estadual da Agricultura, Evandro Padovani, o intercâmbio é fundamental aos produtores que estão entrando na produção do café, “Pois durante a visita técnica à lavoura podem tirar as dúvidas. Ou seja, Não vai precisar cometer os mesmos erros que o outro, e sim, buscar através de um manejo adequado a produtividade total do material genético que o governo entregou a ele”, explicou Padovani.

O secretário disse ainda que melhorar a produtividade, reduzir os custos e garantir a renda são metas do governo. São resultados das ações da Seagri em levar tecnologia aos assentamentos, associações e aos produtores da agricultura familiar.  Grande vitrine destas tecnologias é a Rondônia Rural Show, que ocorrerá de 24 a 27 de maiom em Ji-Paraná.

 

Veja tambÉm: