Mais Café

Cafeicultores encontram novidades na 2ª Feira do Cerrado da Cooxupé

Entre os destaques, estão um equipamento voltado especialmente para a limpeza do café de chão e ainda uma máquina recolhedorada de café que cai do pé por conta de fatores climáticos ou até mesmo pela colheita, trazendo agilidade ao cafeicultor.

 

postado em 16/03/2017 | Há 3 meses

Cafeicultores encontram novidades na 2ª Feira do Cerrado da Cooxupé

Feira do Cerrado comemora resultados do primeiro dia - Foto: Divulgação

A 2ª edição da Feira do Cerrado promovida pela cooperativa de café Cooxupé começou nesta quarta-feira, dia 15 de março, em Coromandel. Mais de 1.700 cafeicultores passaram pelo evento, durante o primeiro dia, e encontraram novidades em maquinários e implementos agrícolas. Entre os destaques, estão um equipamento voltado especialmente para a limpeza do café de chão e ainda uma máquina recolhedorada de café que cai do pé por conta de fatores climáticos ou até mesmo pela colheita, trazendo agilidade ao cafeicultor. A performance desta máquina é de 1.500 metros por hora, com capacidade de 2 mil litros. O público ainda conferiu um descascador de café, que  dispensa o uso de água no processo além de secador de café estático que apresenta secagem em camadas fixas gerando menor consumo de energia e flexibilidade no uso.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento do Cooperado da Cooxupé, José Eduardo Santos Júnior, além da movimentação de público, a geração de negócios também foi positiva. “Estamos satisfeitos com os resultados do primeiro dia da Feira do Cerrado. O cafeicultor dessa região está procurando por tecnologias para ganhar mais eficiência e rentabilidade em suas atividades cafeeiras”, afirma. Em relação à edição do ano passado, o número de visitantes do primeiro dia cresceu 8%. Na feira, o cafeicultor encontra a possibilidade de financiar suas compras utilizando seu café como moeda de troca.

O presidente da Cooxupé, Carlos Alberto Paulino da Costa, reforçou que é preciso que o cafeicultor acompanhe o progresso e o desenvolvimento do setor e, para isso, é necessário estar atento às inovações. “As mudanças das tecnologias são constantes e os nossos cooperados estão investindo em mais qualidade, eficiência e sustentabilidade. Não acompanhar o progresso é perder o caminhar da história, mas hoje percebemos que nossos produtores não estão acomodados”, comenta. Além da plataforma de exposição, a Feira do Cerrado está apresentando o filme “Filhos do Café”, uma homenagem ao cafeicultor em comemoração aos 60 anos de Cooxupé.

A Feira termina nesta quinta-feira, dia 16. O horário de funcionamento é das 08h às 18h. A entrada é gratuita.  Mais informações: http://feiracerrado.cooxupe.com.br/

 

Veja tambÉm: