Mais Café

CBNA DEBATERÁ CONTAMINANTES E RESÍDUOS DE ALIMENTOS

O 2º dia do Workshop sobre Alimentos Seguros, em 9 de março, que acorrerá no Instituto Agronômico de Campinas, colocará à mesa um tema recorrente ao mercado e que requer atualização permanente

 

postado em 01/03/2017 | Há 9 meses

O 2º dia do Workshop sobre Alimentos Seguros, em 9 de março, que acorrerá no Instituto Agronômico de Campinas, colocará à mesa um tema recorrente ao mercado e que requer atualização permanente

Campinas, 1º de março de 2017 - A indústria da proteína animal brasileira é reconhecida por ter conquistado diversos mercados internacionais em função da qualidade de todo o processo, que passa pela inovação e adoção tecnológica, unidades produtoras, processamento nas indústrias e manutenção da qualidade do produto acabado.

Mesmo com rígidos controles ao longo de toda a cadeia produtiva, os riscos de doenças transmitidas por alimentos persistem. “Quando colocamos a lupa em outros mercados, estimativas do Centro para Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos indicam que anualmente 48 milhões de americanos (ou um em cada seis) adoecem devido a doenças transmitidas por alimentos, dentre os quais cerca de 128 mil são hospitalizados e 3 mil morrem”, informa o coordenador do “Workshop sobre Alimentos Seguros” e pesquisador do Centro Nacional de Pesquisa de Suínos e Aves da Embrapa e Ph.D. em Nutrição Animal, Gustavo Julio Mello Monteiro de Lima e prevê que esta crescente demanda dos consumidores por alimentos seguros e naturalmente nutritivos impõe a necessidade de uma agenda nacional cada vez mais atenta aos processos de produção primária, processamento e distribuição e seus respectivos controles.

“Essa tendência indica, também, a necessidade premente de se integrarem os partícipes públicos e privados visando a satisfatória consecução de uma agenda focada na oferta de alimentos seguros”, salienta.

Por esta razão é que o 2º dia do Workshop sobre Alimentos Seguros que ocorrerá em 9 de março (quinta-feira), no Instituto Agronômico de Campinas, abordará a questão dos “Contaminantes e Resíduos em Alimentos”. Dentro desse contexto, será discutido o tema Panorama das Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs) no Brasil e no Mundo conduzido pela Professora Marisa Ribeiro de Itapema Cardoso, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Após essa conferência, a consultora Ângela Pellegrino Missaglia apresentará “Os Riscos de Contaminações na Cadeia Produtiva”. Na sequência, Ariovaldo Zani (Sindirações) proporá um debate recorrente cujo o tema promete ganhar repercussão: “Os Antibióticos resistem às mídias?”.

Outro relevante assunto será “Resíduos de Ractopamina em Carne e Farinha de Carne e Ossos de Suínos” que será conduzido pela pesquisadora da Embrapa Suínos e Aves Vivian Feddern. Em seguida, Andréa Mendes Maranhão (Lanagro/SP) discorrerá sobre a “Capacidade Analítica e principais Análises Realizadas pelo Lanagro”.

Vale lembrar que o Workshop sobre Alimentos Seguros é copromovido pelo Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações, São Paulo/SP) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Suínos e Aves (Concórdia/SP)

 

Confira a programação completa em: http://www.cbna.com.br/site/Eventos/Programacao/Workshop-sobre-Alimentos-Seguros

 

Veja tambÉm: