Tecnologias

Pesquisadores emitem NOTA DE ALERTA: importação de café verde do Vietnã

Estes pesquisadores são os responsáveis pela moderna cafeicultura, de alta produtividade com variedades resistentes a pragas e doenças.

 

postado em 21/02/2017 | Há 2 meses

Antonio Sergio | Newscafeicultura

Pesquisadores emitem NOTA DE ALERTA: importação de café verde do Vietnã

Na foto o melhorista Luiz Carlos Fazuoli, atuou no melhoramento de cafeeiros das variedades Catuaí e Mundo Novo que representa mais de 90% das lavouras de café do Brasil.


Os principais pesquisadores brasileiros envolvidos no melhoramento genético do café emitiram uma nota em conjunta, alertando para risco fitossanitário que envolve a importação de café verde, capazes de trazer danos irreversíveis para cafeicultura brasileira.

Estes pesquisadores são os responsáveis pela moderna cafeicultura, de alta produtividade com variedades resistentes a pragas e doenças.  E representa o melhoramento de café dos principais institutos de pesquisa, como o centenário Instituto Agronômico de Campinas o IAC que foi fundado em 1887 pelo Imperador D. Pedro II com a função de estudar o cultivo do café. E este trabalho é colocado em risco com a entrada de café.

Abaixo segue o alerta dos pesquisadores na integra:

 

ALERTA: importação de café verde do Vietnã

21 de fevereiro de 2016

Pesquisadores alertam para a importação de café verde do Vietnã.

 

Nos últimos dias a imprensa especializada em café e de massa apresentou uma avalanche de noticias, posicionamentos e informações relacionadas à liberação da importação de café por parte do governo brasileiro. Aspectos técnicos, políticos, econômicos, ambientais e sociais vem sendo apresentados no sentido de tentar barrar essa iniciativa histórica e que para muitos poderá ser catastrófica.

Poderíamos escrever páginas e mais páginas sobre a preocupação e os riscos fitossanitários que essa liberação poderá causar à cafeicultura brasileira e declaramos que não ocorreu debate aprofundado com a comunidade cientifica. No entanto, em um momento delicado da historia dos Cafés do Brasil, onde inúmeras entidades e lideranças já se manifestaram contrárias, e existe um enorme volume de informações circulando, optamos  por apresentar, sem delongas nossa opinião:

Somos contrários à importação de café verde.

 

Assinam o presente manifesto:

 

Antônio Alves Pereira, melhorista;

César Elias Botelho, melhorista;

Deila Magna dos Santos , fitopatologista;

Gerson Silva Giomo, fitotecnista;

Gladyston Rodrigues Carvalho, melhorista;

Gustavo Hiroshi Sera, melhorista;

Luiz Carlos Fazuoli, melhorista;

Mário Lúcio Vilela Rezende, fitopatologista;

Romário Gava Ferrão, melhorista;

Sara Maria Chalfoun, fitopatologista;

Sérgio Parreiras Pereira, fitotecnista;

Tumoru Sera, melhorista;


 

 

Veja tambÉm: