Mais Café

Importação de café ainda não está definida, alerta Deputado Evair de Melo

Diante dos fatos, vamos esclarecer, e assim, ajustarmos nossas estratégias de trabalho. Não tem nada perdido não.

 

postado em 16/02/2017 | Há 1 mese

 O Comitê Executivo de Gestão (Gecex) ligado à Câmara de Comércio Exterior (Camex),  publicou, nesta quarta-feira (15/02), encaminhamento de indicação favorável a autorização da importação de café conilon pelo Brasil. O volume autorizado é de um milhão de sacas, entre fevereiro e maio, com limite de 250 mil sacas por mês.

O comitê aprovou a aplicação da alíquota máxima de 35% a toda importação de café verde. A alíquota até então aplicada para qualquer tipo de importação de café era de 10%.

Esta decisão de CARÁTER TÉCNICO , dará subsídio à decisão final da CAMEX, que DEVERÁ SE REUNIR no dia 22 próximo. A Camex é presidida pelo Presidente da República e composta pelo MAPA, que já encaminhou seu voto, a favor dá importação; MRE, ( Ministério das Relações Exteriores); Ministérios do Planejamento e da Fazenda; Casa Civil; e Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e pela Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República. Ainda temos a esperança , desse voto não ser apreciado. Daí a importância de mantermos a mobilização, agora de caráter político.

Para que a liberação da importação SE EFETIVE ainda é necessária a publicação das medidas de mitigação de riscos fitossanitários do café importado do Vietnã, resultado da Análise de Risco de Pragas (ARP) elaborada pelo MAPA. Nesse campo ainda teremos um amplo campo de debate e frentes de investigação. Isso não é simples.  Esse voto de hoje era previsível, nossas energias deverão ser direcionadas para a reunião do dia 22/02/17. Até lá, muito trabalho e  muita dedicação. Lembrem -se todos que isso está na pauta a dois anos, já estivemos no mesmo estágio e com apoio de todos revertemos o jogo.  Vamos aos pênaltis.

EVAIR de Melo.

 

Veja tambÉm: