Comércio

Santander estreia na 14ª edição do Rally da Safra

Participação na expedição reforça o posicionamento como Banco do Agronegócio e vai ao encontro da estratégia de expandir a atuação nas praças agrícolas do País



 

postado em 11/01/2017 | Há 3 meses

São Paulo, 11 de janeiro de 2017 – O Santander participa, pela primeira vez, do Rally da Safra, expedição técnica que percorre as principais regiões produtoras de soja e milho do Brasil. A presença do Banco no evento está em linha com a estratégia de aumentar a atuação nas regiões agrícolas do País, estando cada vez mais próximo do produtor rural.
 
Em 2017, o Santander abrirá cerca de 15 escritórios comerciais totalmente voltados ao Agronegócio em localidades onde o Banco não está presente, como Cristalina (GO), Naviraí (MS), Paragominas (PA), Primavera do Leste (MT), entre outros. Apenas no primeiro trimestre, cerca de oito escritórios iniciarão suas atividades. Essas unidades se somam às 300 vocacionadas ao setor.
 
“Participar do Rally nos dará a oportunidade de apresentar diretamente ao produtor outras soluções financeiras tanto para o negócio quanto para ele”, afirma Carlos Aguiar, superintendente executivo de Agronegócios do Banco. Ao avaliar o papel do sistema financeiro no setor, ressalta que “o crédito rural subsidiado não é o único produto que deve ser considerado no agronegócio”.
 
Na expedição, o Santander terá uma equipe formada por profissionais especializados, como agrônomos e gerentes, que acompanhará os técnicos da Agroconsult, organizadora do evento, no levantamento de dados no campo e nas entrevistas com produtores. O Rally, que neste ano chega à 14ª edição, é realizado entre janeiro e agosto, durante a fase de desenvolvimento das lavouras e colheita, e também em maio, na safra de inverno.
 
O Santander possui uma visão otimista para o agronegócio em 2017. O setor não deixou de crescer durante a crise e tende a manter o desempenho superior ao das outras atividades. Projeções do Departamento Econômico do Banco apontam elevação de 0,7% para a economia do País neste ano, enquanto o PIB do Agronegócio deve ter aumento de 2%.
 
Em 2016, o total da carteira de crédito ao setor do Santander somou quase R$ 40 bilhões, sendo R$ 8,5 bilhões de linhas de repasse e o restante de recursos livres. Também no ano passado, o Banco contratou mais de 40 agrônomos para atuar nas fronteiras agrícolas.

 

Veja tambÉm: