Comércio

Mosaic Fertilizantes adquire Vale Fertilizantes por US$ 2,5 bilhões

Transação criará líder em fertilizantes no Brasil e tem conclusão prevista para 2018

 

postado em 19/12/2016 | Há 10 meses

São Paulo, 19 de dezembro de 2016 – A Mosaic Fertilizantes anunciou hoje o acordo para a aquisição da Vale Fertilizantes, pertencente à Vale S.A., pelo valor agregado de US$ 2.5 bilhões. A Vale poderá receber uma quantia adicional de até US$ 260 milhões, a serem pagos em dinheiro ao longo do período de dois anos após o fechamento do acordo, caso determinadas métricas financeiras sejam atingidas. Depois da conclusão, a aquisição deverá transformar a Mosaic na líder em produção e distribuição de fertilizantes no Brasil, um dos mercados agrícolas mais promissores do mundo.
 
“Essa aquisição trará à Mosaic uma grande oportunidade de se beneficiar do mercado agrícola brasileiro, que cresce rapidamente, e de melhorar suas condições do negócio”, declarou o presidente e CEO Joc O’Rourke. “Enxergamos isso como uma combinação estratégica ideal para a Mosaic. Nós temos experiência comprovada em mineração e produção de fosfato, um grande registro de integrações de aquisição bem-sucedidas, bem como relações e experiência vastas no Brasil”.
 
A Mosaic pretende financiar a aquisição com US$ 1,25 bilhão em dinheiro, que a companhia deve levantar por meio da emissão de dívida, e aproximadamente 42,3 milhões em ações ordinárias. Os títulos das ações ordinárias da Mosaic emitidos à Vale devem representar aproximadamente 11% das ações em circulação da Mosaic.
 
Espera-se que a aquisição da Vale Fertilizantes aumente o lucro por ação da Mosaic em 2018, gere mais de US$ 80 milhões em sinergias após impostos e proveja alavancagem substancial para melhoramentos no ciclo de negócio de nutrição de safras.
 
O negócio a ser adquirido tem capacidade de produção de 4,8 milhões de toneladas de fertilizantes fosfatados e 500.000 toneladas de potássio, inclui cinco minas brasileiras de fosfato, quatro fábricas de produção de químicos e fertilizantes, e uma unidade de potássio no Brasil. Por meio dessa transação, a Mosaic também adquire a participação de 40% da Vale Fertilizantes na mina de fosfato Miski Mayo, no Peru, bem como o projeto de potássio em Kronau, em Saskatchewan, no Canadá. Ao fechamento, a Mosaic também tem a opção de adquirir o projeto de potássio Rio Colorado, na Argentina, como parte da negociação, sendo que sua inclusão na transação está sujeita ao acordo da Mosaic após a devida diligência. A negociação exclui a unidade de nitrogênio e não-fosfatados localizada em Cubatão, que deve ser retirada da operação da Vale Fertilizantes antes do fechamento.
 
“A Mosaic concordou em adquirir ativos complementares e de alta qualidade em um centro agrícola poderoso, com vantagens de custo significativas e uma avaliação atrativa”, afirmou Rich Mack, Vice-Presidente Executivo e CFO da Mosaic. “Esperamos que essa transação seja um acréscimo ao lucro e também gere um fluxo de caixa positivo, e continuaremos com nosso foco em manter uma forte classificação de crédito em grau de investimento”.
 
"À medida que os mercados de commodities e nutrição de safras melhorarem, a Mosaic terá capacidade significativa para superar a concorrência e gerar valor para os acionistas. A Vale será uma sócia minoritária valorizada e trará uma expertise brasileira significativa, a qual acreditamos que irá beneficiar Mosaic nos próximos anos", adiciona Mack.
 
A Mosaic Fertilizantes, que incluirá o negócio ainda a ser adquirido e o já existente ramo de distribuição de fertilizantes da empresa no país, será liderada por Rick McLellan, atual vice-presidente Comercial sênior da Mosaic. McLellan liderou o negócio de fertilizantes no Brasil quando a Mosaic foi formada, em 2004.
 
“Estou empolgado com a perspectiva de conduzir o vasto negócio em expansão da Mosaic no Brasil”, declarou McLellan. “Esse será o momento ideal para crescermos na região, com a forte economia agrícola brasileira e com os produtores rurais espalhados pelo país que trabalham para aumentar a produtividade de suas safras”, reforça o executivo.
 
Após a conclusão, a Vale S.A. terá o direito de indicar até duas pessoas, sendo que uma delas deve ser independente, para nomeação ao Conselho de Administração da Mosaic. Sujeito a exceções limitadas, as ações da Mosaic a serem emitidas para a Vale não poderão ser transferidas por dois anos após o fechamento, após o qual a Vale terá direitos de registro habituais. No âmbito da sua participação minoritária, a Vale aceitou certas cláusulas de stand-still e lockup, além de determinados acordos de votação.
 
A transação está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores e condições de fechamento, incluindo a finalização do desmembramento da unidade de produção da Vale Fertilizantes em Cubatão. Atualmente, a previsão é de que este processo seja concluído ao final de 2017.
 
A aquisição irá integrar aproximadamente 8.000 funcionários, aumentando para aproximadamente 17.000 o número de colaboradores da Mosaic pelo mundo.
 
A expectativa da Mosaic é de que suas unidades de produção de fosfato dos Estados Unidos continuem operando em taxa elevada para atender a forte e crescente demanda global. O MicroEssentials®, produto premium da empresa, também deverá continuar com sua produção exclusiva nos Estados Unidos, mantendo o Brasil como um dos principais mercados para esse produto.
 
J.P. Morgan Securities e UBS Investment Bank atuaram como consultores financeiros da Mosaic, e Simpson Thacher & Bartlett LLP e Lobo & de Rizzo Advogados atuaram como consultores jurídicos da companhia.
 
A empresa fará uma teleconferência para discutir a aquisição às 12h00 de hoje, 19 de dezembro de 2016, disponível por meio de um webcast em www.mosaicco.com/investors ou por meio do telefone, em 678-825-8336. O código de acesso para a conferência é 41856495. Os slides de apresentação que serão utilizados na ocasião também estarão disponíveis no website. O’Rourke e Mack irão liderar a conversa.
 
Sobre Mosaic Fertilizantes

A Mosaic Fertilizantes é a maior produtora global de fosfatados e potássio combinados. Com a missão de ajudar o mundo a produzir os alimentos de que precisa, entrega cerca de 20 milhões de toneladas de fertilizantes para 40 países. No Brasil, atua na produção, importação, comercialização e distribuição de fertilizantes para aplicação em diversas culturas agrícolas, além de ingredientes para nutrição animal. Possui unidades de fertilizantes, próprias e contratadas, em 7 estados brasileiros e no Paraguai. Por meio do Instituto Mosaic, promove ações de responsabilidade social nas localidades onde está instalada. A empresa também é controladora do terminal portuário da Fospar, em Paranaguá.
 

Veja tambÉm: