Mais Café

Sincal divulga carta aberta ao Ministro Blairo Magi - NÃO À IMPORTAÇÃO DE CAFÉ!

A SINCAL (Associação Nacional dos Sindicatos Rurais das Regiões Produtoras de Café e Leite - SINCAL), vem manifestar seu repúdio contra a importação de café em nome dos 112 sindicatos de produtores rurais de café.

 

postado em 14/12/2016 | Há 11 meses

Guapé, 19/12/2016
 
Ao
 
Excelentíssimo Ministro da Agricultura
 
Dr. Blairo Maggi
 
A SINCAL (Associação Nacional dos Sindicatos Rurais das Regiões Produtoras de Café e Leite - SINCAL), vem manifestar seu repúdio contra a importação de café em nome dos 112 sindicatos de produtores rurais de café.
 
O Brasil é o maior produtor de café do Mundo e possui o maior estoque de café. Os demais países exportam da "mão pra boca", principalmente países produtores de robusta/conillon. Nós brasileiros produzimos com sustentabilidade respeitando o social e o ambiental, enquanto países como o Vietnã praticam salários sub-humanos, semi-escravidão e sem critérios ambientais. Somado a isso, o conillon do Vietnã é de qualidade duvidosa além de nos trazer riscos a parte fitossanitária.
 
Dr. Blairo Maggi, importar café baseado no que? Não sabemos nossos estoques internos na mão dos cafeicultores, das cooperativas, dos exportadores e dos armazéns gerais. Se não conhecemos os estoques, como importar café?A cafeicultura vem padecendo por uma política caótica e o maior prejudicado é o cafeicultor. Repetirei a sua frase, da ultima reunião do C. D. P.C, onde participei pessoalmente: "- A política cafeeira não pode ser mesclada, no C.D.P.C, com tantos elos envolvidos. Industrias , comercio, exportadores e produtores, cada qual tem seu interesse e o CAFEICULTOR É O MAIS PREJUDICADO. QUEM TEM O SOL E O SUOR NO ROSTO".
 
Além do que os cafeicultores empregam mais de  2.000.000 de trabalhadores e a indústria  somente 2.000 empregos. Olhe o quanto o setor produtivo é mais expressivo socialmente!
 
Os produtores do Conillon, principalmente do Espírito Santo, vem atravessando sérias dificuldades pois em 2013, venderam a saca à R$ 150,00. Atingindo fortemente a economia do estado e, agora a seca nos últimos 2 anos.Estive "in loco" e vi a triste situação da cafeicultura capixaba.
 
Dr. Blairo Maggi, não confiamos na política cafeeira. O C.D.P.C é puro corporativismo em detrimento ao setor produtivo. Desmoronaram toda a política cafeeira e venderam sem o mínimo critério técnico e, os números de estoques no Brasil é "SEGREDO DE SETE CHAVES". Nesse contexto, leva-nos à acreditar que a importação não passa de mero pretexto para somar a menor a safra de 2017 e emendar com a de 2018, segurando e derrubando ainda mais o preço.
 
Todos os últimos ministros da Agricultura, foram extremamente lenientes e irresponsáveis pela política cafeeira. Sabemos de seu espírito empresarial, da sua honestidade e o admiramos. O Senhor é produtor exemplar, Engenheiro Agrônomo  e goza de um respeito ímpar. Pelo descrito, esperamos que o senhor venha a impedir a importação de café, que causará seríssimos prejuízos aos cafeicultores e a Pátria.
 
Não queremos ser opositores em sua gestão e sim apoiadores!
 
Atenciosamente,
 
Armando Mattiello
Presidente da Sincal
Produtor Rural - Cafeicultor em Guapé/MG
Engenheiro Agrônomo com Agrobusiness pela FGV
 

Veja tambÉm: