Produção

Com demanda impressionante, queda no preço do café pode diminuir, diz Rabobank

Rabobank fixou em 5,3 milhões de sacas o déficit de produção mundial de café robusta em 2016/17, prevendo uma nova queda de 2,4 milhões de sacas na próxima temporada.

 

postado em 08/12/2016 | Há 9 meses

Tradução: Izadora Pimenta

A queda no preço do café, com os futuros do arábica flertando com um território de mercado em baixa, pode desaparecer, de acordo com o Rabobank, uma vez que há uma demanda "surpreendentemente elevada", embora não seja o bastante para abastecer os valores novamente em alta.

Os futuros do arábica negociados em Nova York - que, para entrega em março, estão por volta dos 142,65 centavos de dólar a libra peso, 20% a menos do que os patamares elevados há um mês, devem estar prontos para negociaçõees mmais limitadas por agora.

"Os negócios serão de 132 a 152 centavos de dólar a libra peso nos próximos meses", disse Carlos Mera, analista sênior de commodities do Rabobank, observando que a queda "impressionante" dos preços do café arábica reduziu seu prêmio para o robusta em Londres a cerca de 50 centavos a libra peso. "É o que os fundamentos sugerem", diz.

Os preços do café robusta encontraram apoio em uma safra global ruim, com seca atingindo as produções do Vietnã, do Brasil e da Indonésia, os principais produtores da variedade.

O Rabobank fixou em 5,3 milhões de sacas o déficit de produção mundial de café robusta em 2016/17, prevendo uma nova queda de 2,4 milhões de sacas na próxima temporada.

Demanda "impressionante"

No entanto, o Rabobank disse que os preços do arábica também podem ter algum apoio da demanda que, a julgar pelas estatísticas de comércio e estoques disponíveis, provou ser "impressionante" no período de julho a setembro.

A queda nos estoques aumentou 1,2% ano a ano na União Europeia, 3,6% no Japão e 7,1% e nos Estados Unidos.

Na Rússia, na Coreia do Sul, Taiwan e Canadá, esta queda tem sido particularmente forte.

A estimativa para a demanda de 2017/18, publicada apenas há duas semanas, foi aumentada em 500 mil sacas, para 157,9 milhões de sacas.

Quedas sucessivas

As revisões, combinadas com alterações nas estimativas de produção, deixaram a previsão do Rabobank para o déficit da produção mundial de café nesta safra em 3,4 milhões de sacas, 600 mil sacas a mais do que na previsão anterior.

Para 2017/18, o déficit da produção mundial foi fixado em sacas de 2,5 milhões - volume ampliado em 500 mil sacas.

Uma nova queda da produção em 2017/18 representaria uma quarta temporada sucessiva de déficit, durante a qual a produção tem um consumo abaixo do esperado, em um total de 11,5 milhões de sacas, segundo estimativas do Rabobank.

O banco, porém, advertiu sobre a pressão de preços em potencial, caso os números da safra colombiana continuarem em alta. Se a produção de novembro for alta como em novembro, poderá haver uma nova tendência de baixa para o mercado.

Fonte: Agrimoney

 

Veja tambÉm: