Comércio

MAXIMUS ENTRA NO MERCADO DE EXPORTAÇÃO COM PRODUTOS PARA O PARAGUAI

Empresa expande negócios para País vizinho, com foco nas culturas de soja e milho

 

postado em 07/12/2016 | Há 8 meses

A Maximus, empresa especializada em nutrição de plantas, anuncia sua entrada no mercado de exportação, com parceiro no Paraguai. Os produtos da empresa destinados às culturas de soja e milho serão comercializados no País pela Marangatu Insumos Agrícolas.
 
O Paraguai tem terras produtivas, clima bom, cujo mercado está bem posicionado e em franca expansão em agronegócio. Além disso, a região apresenta semelhanças com as características encontradas nos solos do Estado do Paraná.
 
“Estamos muito satisfeitos em exportar para o Paraguai por questão logística estratégica e, também, já pensando em aumento de negócios futuros. A expectativa da Maximus é de crescimento entre 35% e 40%, em 2017”, diz Adelar Schmitt, Diretor Comercial de Novos Negócios da Maximus.
 
O País é o quarto exportador mundial de soja, atrás apenas dos Estados Unidos, Brasil e Argentina. A soja produzida e escoada no Paraguai ganha o mundo e chega aos principais clientes na Europa, Rússia e Turquia.
 
Os produtos que serão exportados para o Paraguai têm foco na melhoria da qualidade de solo e incremento de produtividade, são eles: Maxi Equi Solo, da linha de condicionador de solos; Maxi Spray Mais e Maxi Spray Top, da linha de condicionadores de calda; Maxi Seeds Turbo Plus, para bioestimulação, enriquecimento e suplementação de sementes; Maxi Turbo Organ, para nutrição, acúmulo de reservas e ação desintoxicante; Maxi PK-28 – 26, para ativação de defesas naturais e carregador de nutrientes; e Maxi Proteck, que atua como repelente e desalojante de insetos e é fonte de enxofre e potássio.
 
“Essa parceria entre Brasil e Paraguai contribui com o desenvolvimento do agronegócio na América Latina”, diz Odair José dos Santos, representante de vendas da Maximus Fertilizantes.
 
“Não existe empresa que se sustente no agronegócio sem ter bons clientes e parceiros comercias consistentes que busquem continuamente um crescimento sustentável, tendo em vista os conceitos agronômicos. Vimos isso na Máximus e por isso acreditamos que a parceria é estratégica”, afirma Ricardo Gratieri, sócio-gerente da Mangaratu Insumos Agrícolas.
 

Veja tambÉm: