Mais Café

Simpósio sobre interações entre serviços de polinização e práticas agrícolas é destaque no XXV Congresso Internacional de Entomologia – Entomologia se

"Estima-se que 35% da produção agrícola global, bem como 85% das plantas selvagens. dependem, em algum grau, da polinização”

 

postado em 03/10/2016 | Há 12 meses

Durante esta semana, pesquisadores de todo o mundo, incluindo os acadêmicos brasileiros que integram o Conselho Científico da Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A.), participam do XXV Congresso Internacional de Entomologia – Entomologia sem fronteiras (XXV International Congress of Entomology – Entomology without borders – ICE 2016), realizado em Orlando, nos Estados Unidos.
 
Hoje, um dos destaques na programação é o Simpósio Interações entre serviços de polinização e práticas agrícolas (Interactions Between Pollination Services and Agricultural Practices), apoiado pela Associação Brasileira de Estudos das Abelhas.
 
Organizado por Décio Gazzoni, pesquisador da Embrapa e membro do Conselho Científico da A.B.E.L.H.A., o simpósio terá a participação de destacados especialistas internacionais.
 
Entre os principais temas abordados no evento estão os serviços de polinização em todo o mundo. “Os polinizadores prestam um serviço ecossistêmico chave por polinizar não apenas as culturas agrícolas como também plantas silvestres. Estima-se que 35% da produção agrícola global, bem como 85% das plantas selvagens. dependem, em algum grau, da polinização”, afirma o Décio Gazzoni.
 
Outra oportunidade criada pelo simpósio é a apresentação de informações relativas ao impacto de práticas agrícolas sobre os polinizadores. Na ocasião, também serão discutidas ações e tecnologias para gerenciar e mitigar esses impactos, criando ambientes mais favoráveis para os polinizadores.
 
“Entendemos que a nossa proposta vai ao encontro com temática do congresso, ao abordar o serviço de polinização, a sua importância e relação entre polinizadores e rendimento e qualidade das colheitas”, diz Décio Gazzoni.
 
 
 
Sobre a A.B.E.L.H.A.
A Associação Brasileira de Estudo das Abelhas (A.B.E.L.H.A.) é uma organização sem fins lucrativos, cuja principal missão é reunir, produzir e divulgar informações – com base científica e a colaboração de uma rede de parceiros – que visem à conservação das abelhas e outros polinizadores no Brasil, promovendo seu papel na biodiversidade e a convivência harmônica e sustentável com as diferentes culturas agrícolas.
 
Para conhecer mais sobre a polinização e boas práticas acesse: www.abelha.org.br
 

Veja tambÉm: